Cotar Agora
Home / Pricípios ativos / Ustiligo

Ustiligo

( Homeopatia )

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado?

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

Glóbulos, solução

• Aversão ao calor. • Depressão de ânimo à tarde. • Desanimo. • Desejo sexual masculino diminuído. • Fantasias eróticas. • Fraqueza mental. • Irritabilidade excessiva. • Masturbação constante, o que leva à prostração. • Melancolia. • Sem nenhum auto-controle quando apaixonado • Sensação como se houvesse uma massa atrás da laringe, que produz uma tendência constante a engolir. • Sensação congestiva de explosão na cabeça e em várias partes do corpo. • Sensação de fraqueza, de vazio, de que tudo se esvai no estômago. • Sensação de que o dia parece um grande sonho. • Sensação intermitente de formigamento e dormência no braço direito e mão direita todos os dias. • Sonhos eróticos sem emissão. • Sono agitado, difícil de conciliar, com sonhos desagradáveis. • Tristeza intensa, chora com freqüência. • Aborto; histórico de abortos ao 3º mês, dores repuxantes para baixo, como se tudo fosse sair de dentro dela; hemorragias diárias. • Apetite voraz alternando com perda completa do mesmo. • Ardência no rosto e couro cabeludo por congestão. • Boca com gosto de cobre, viscoso, pela manhã. • Cabelos caindo, nenhum cabelo sobre a cabeça. • Cãibras ocasionais. • Climatério com vertigens. • Deglutição difícil. • Dentes frouxos. • Desmaio em quarto quente. • Diarréia de cor clara. • Distúrbios da parturiente. • Dor ardente na região cardíaca • Dor constante nos olhos, com lacrimejamento. • Dor continua e pungente nos globos oculares, com secreção profusa de lágrimas. • Dor continua durante o dia todo nos malares superiores cariados. • Dor cortante, periódica na região umbilical e hipogástrica; dor trovejante em todo o abdômen. • Dor de cabeça nervosa por irregularidades menstruais em mulheres nervosas; dor de cabeça de origem uterina; dor de cabeça frontal e nas têmporas. • Dor em ambos os ombros, especialmente ao levantar os braços. • Dor na nuca. • Dor no cotovelo direito, piora com o movimento. • Dor surda e constante na virilha direita e nas costas, caminhar doloroso. • Dores lombares; dor nas costas estendendo-se até o extremo final da coluna; severa dor reumática na região lombar. • Epistaxe brilhante. • Ereções freqüentes durante o dia e a noite. • Eritema acentuado na pele das partes descobertas do corpo, ferroante, ardente e pruriginosa, seguida de enrrugamento da pele. • Eructação de fluido ácido, de comida ácida. • Escroto relaxado e coberto de suor frio. • Espasmos com desvanecimento da vista, a cabeça parece girar. • Espermatorréia depois de onanismo, emissões todas as noites; falar sobre mulheres provoca uma emissão. • Estomago com ardência e dor cortante, com aflição constante. • Fezes secas e duras, pretas, secas, nodosas, com finas dores cortantes em cólica constante. • Fibroma subseroso ou intersticial, fibroma muito diminuído. • Fígado dolorido. • Fraqueza dos olhos. • Furúnculos. • Hematêmese passiva, venosa, acompanhada de náusea. • Hemorragia uterina crônica e congestão passiva; hemorragia pós parto; hemorragia passiva depois de perda fetal,sangrando durante semanas. • Inapetência. • Intestinos entorpecidos. • Joelho esquerdo dolorido ao caminhar, aumentando até virar cãibra, obrigando-o a apoiar-se. • Juntas dos dedos das mãos doloridas. • Leite insuficiente ou superabundante. • Leucorréia amarela e mal cheirosa. • Língua coberta. • Lóquios muito profusos, parcialmente fluidos, parcialmente coagulados; dores prolongadas que repuxam para baixo, o útero parece preso em um nó. • Menorragia no climatério; fluxo ativo e constante com coágulos freqüentes. • Menstruação freqüente e abundante; dor extrema durante o período, a maior parte do tempo fica confinada na cama; menstruação a cada três semanas, profusa, em jorros de sangue vermelho brilhante quando se levanta de uma cadeira ou depois de sobressaltos e sustos, fluxo que dura de 10 a 15 dias. • Obstipação. • Ondas de calor e distúrbios circulatórios similares aos que ocorrem no climatério, ou por supressão prematura das regras, ovários, inflamados, irritados, sensíveis e inchados; ardência aflitiva em ambos os ovários. • Órgãos genitais relaxados; órgãos pélvicos flácidos. • Orquite crônica. • Ossos de todo o corpo doloridos. • Ovário esquerdo sensível, dolorido e com inchaço; nevralgia intermitente; ovarite. • Pele seca e quente, congestionada, com manchas escuras cor de cobre. • Peritonite puerperal, com hemorragia constante, febre alta, secreção pútrida, abdômen excessivamente sensível e timpânico. • Promove a expulsão de corpos estranhos no útero. • Prostração intensa por excessos sexuais e perda de sêmen. • Reumatismo nos braços, dedos e mãos. • Rim direito dolorido, com mal estar na coxa esquerda, desejo freqüente de urinar, jato muito pequeno, no dia seguinte é necessário um considerável esforço de vontade para esvaziar a bexiga, o que ocorre lentamente, a dor e a sensação dolorida no quadril esquerdo continuam; micção lenta e difícil, urina pouco corada. • Salivação fina, amarga, abundante, viscosa. • Sangue escuro gotejando entre os períodos menstruais, coagulado; descarga de sangue à menor provocação. • Sede durante a madrugada. • Seio esquerdo dolorido entre os períodos menstruais. • Sentidos enfraquecidos, principalmente a visão. • Sífilis secundária. • Tenesmo na bexiga e incontinência urinária. • Testículo direito dolorido. • Unhas caindo ou hipertrofiadas. • Urticária persistente, o prurido produz vergões vermelhos na pele • Útero hipertrofiado, prolapsado, sangue como coágulos. • Virilha esquerda dolorida ao caminhar.

Como usar?

Recomenda-se o uso conforme orientação de um profissional prescritor habilitado.

Restrições de uso

Uso Adulto e Pediátrico

-

Contraindicação

-

Observações

-

Efeitos Colaterais

-

Bibliografia

1. https://www.abrahcon.com/materia-medica/pt/ustiligo-224