Home / Pricípios ativos / Sinvastatina

Sinvastatina

( Anticolesterolêmico )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

cápsulas

Indicação


Sinvastatina é indicada para reduzir os riscos à saúde decorrentes das doenças cardiovasculares. Se você tem doença arterial coronariana (DAC), diabetes, já teve derrame ou outra doença vascular (independentemente dos níveis sanguíneos do seu colesterol), sinvastatina: • pode prolongar sua vida ao reduzir o risco de infarto do miocárdio (ataque cardíaco) ou de derrame; • reduz a necessidade de cirurgia para melhorar o fluxo sanguíneo nas pernas e nos órgãos essenciais, tal como o coração; • reduz a necessidade de hospitalização por dor no peito (conhecida como angina). Sinvastatina reduz os níveis de colesterol no sangue.

Posologia


10 a 80 mg conforme orientação médica

Restrições de uso


Uso Adulto

Interação Medicamentosa


– alguns medicamentos antifúngicos (como itraconazol, cetoconazol, posaconazol ou voriconazol); – inibidores da protease do HIV (como indinavir, nelfinavir, ritonavir e saquinavir); – certos inibidores da protease do vírus da hepatite C (tais como boceprevir ou telaprevir); – certos antibióticos (como eritromicina, claritromicina ou telitromicina); – o antidepressivo nefazodona; – medicamentos contendo cobicistate; – genfibrozila (um derivado do ácido fíbrico para redução do colesterol); – ciclosporina; – danazol.

Contraindicação


• for alérgico(a) a qualquer um de seus componentes; • tiver doença ativa do fígado; • estiver grávida ou amamentando;

Observações


-

Reações Adversas


As seguintes reações adversas graves e raras foram relatadas: Se alguma dessas reações adversas graves acontecer, pare de tomar o medicamento e informe seu médico imediatamente ou vá ao pronto socorro do hospital mais próximo. • dor, sensibilidade, fraqueza ou cãibra muscular. Em raras ocasiões, esses problemas musculares podem ser graves, incluindo ruptura muscular resultando em dano renal; e muito raramente ocorreram mortes; • reações de hipersensibilidade (alérgicas) incluindo: - inchaço da face, língua e garganta, que podem causar dificuldade para respirar; - dor muscular grave geralmente nos ombros e quadris; - erupção cutânea com fraqueza muscular nos membros e pescoço; - dor ou inflamação das articulações (polimialgia reumática); - inflamação dos vasos sanguíneos (vasculite); - hematomas incomuns, erupções cutâneas e inchaço (dermatomiosite), urticária, sensibilidade cutânea ao sol, febre, rubor; - falta de ar (dispneia) e mal-estar; - quadro de doença semelhante a lúpus (incluindo erupção cutânea, distúrbios articulares e efeitos nas células do sangue). • inflamação do fígado com os seguintes sintomas: pele e olhos amarelados, coceira, urina escura ou fezes de cor clara, sensação de cansaço e fraqueza, perda de apetite; insuficiência hepática (muito rara); • inflamação do pâncreas frequentemente com dor abdominal grave. As seguintes reações adversas também foram relatadas raramente: • baixa contagem de glóbulos vermelhos no sangue (anemia); • dormência ou fraqueza dos braços e pernas; • dor de cabeça, sensação de formigamento, tontura; • distúrbios digestivos (dor abdominal, constipação, flatulência, indigestão, diarreia, náusea, vômitos); • erupção cutânea, coceira, queda de cabelo; • fraqueza; • problemas para dormir (muito raro); • memória fraca (muito raro), perda de memória, confusão. As seguintes reações adversas também foram relatadas, mas a frequência não pode ser estimada a partir das informações disponíveis (frequência desconhecida): • disfunção erétil; • depressão; • inflamação dos pulmões, causando problemas respiratórios, incluindo tosse persistente e/ou falta de ar ou febre; • Problemas de tendão, algumas vezes complicado pela ruptura do tendão; • dor, sensibilidade ou fraqueza muscular que em casos muito raros podem não passar depois de parar com sinvastatina. Possíveis reações adversas adicionais relatadas com algumas estatinas: • distúrbios do sono, incluindo pesadelos; • problemas sexuais; • diabetes. Isto é mais provável se você tiver altos níveis de açúcares e gorduras no sangue, estiver com sobrepeso e tiver pressão arterial elevada. O seu médico irá monitorar você enquanto estiver tomando este medicamento; • dor muscular, sensibilidade ou fraqueza constantes que podem não passar depois que você parar de tomar sinvastatina (frequência desconhecida).

Bibliografia


1. http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=26970822016&pIdAnexo=4162381