Cotar Agora
Home / Pricípios ativos / Lamotrigine

Lamotrigine

( Ansiolíticos e Antiepiléptico )

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado?

Sim

Tipo de Receita

Receita de Controle Especial (branca, 2 vias)

Manipulado

Cápsulas

A lamotrigina age nas células nervosas, inibindo a liberação de substâncias capazes de provocar ataques epiléticos sendo por isso indicada para o tratamento das crises epiléticas convulsivas parciais e crises generalizadas. Previne também os episódios de alteração do humor, especialmente episódios depressivos, em pacientes adultos com transtorno bipolar.

Como usar?

Epilepsia Adultos e adolescentes a partir de 12 anos de idade: A dose efetiva usual de lamotrigina está entre 100 mg e 700 mg por dia. Crianças de 2 a 12 anos de idade: A dose efetiva usual de lamotrigina depende do peso corporal da criança. Geralmente está entre 1 mg e 10 mg por cada quilograma de peso da criança, até um máximo de 400 mg por dia. Transtorno bipolar Adultos a partir de 18 anos de idade: A dose efetiva usual de lamotrigina está entre 100 mg e 400 mg por dia. Crianças e adolescentes com 18 anos de idade ou menos: lamotrigina não é recomendado para pacientes com 18 anos de idade ou menos.

Restrições de uso

Uso adulto e pediátrico (acima de 2 anos)

Alguns medicamentos podem afetar o modo de ação de lamotrigina ou aumentar a probabilidade de efeitos colaterais. A lamotrigina também podem afetar o modo de ação de alguns medicamentos. Estes incluem: fenitoína, primidona ou fenobarbital, utilizados no tratamento da epilepsia; risperidona utilizada para tratamento de transtornos mentais; valproato e carbamazepina utilizados para tratar tanto epilepsia quanto os transtornos mentais; rifampicina (antibiótico); medicamentos utilizados para tratar a infecção por HIV (combinação de lopinavir e ritonavir ou atazanavir e ritonavir).

Contraindicação

Este medicamento é contraindicado para crianças com menos de 2 anos de idade. A lamotrigina não deve ser usado durante a gravidez, a menos que, na opinião do médico, o benefício potencial para a mãe justifique qualquer possível risco ao desenvolvimento do feto. Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou logo após seu término. Informe seu médico se você está amamentando. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista.

Observações

Siga SEMPRE as orientações do seu médico. Evite a auto-medicação. “LAMOTRIGINA É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA” VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA. “LAMOTRIGINA É UM MEDICAMENTO. DURANTE SEU USO, NÃO DIRIJA VEÍCULOS OU OPERE MÁQUINAS, POIS SUA AGILIDADE E ATENÇÃO PODEM ESTAR PREJUDICADAS” “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

Efeitos Colaterais

Epilepsia Reações muito comuns: dor de cabeça, erupções cutâneas (exantema) Reações comuns: agressividade, irritabilidade, cansaço, sonolência, insônia, tontura, tremor, enjoo, vômito, diarreia. Reações incomuns: ataxia (falta de coordenação dos movimentos musculares), diplopia (visão dupla), visão turva Reações raras: Síndrome de Stevens-Johnson Reações muito raras: necrólise epidérmica tóxica (uma forma grave de erupção na pele); anormalidades hematológicas (alterações no exame de sangue); Síndrome de hipersensibilidade (incluindo sintomas como febre, linfadenopatia, edema facial, anormalidades sanguíneas e do fígado, coagulação intravascular disseminada (CID), insuficiência múltipla de órgãos); tiques, alucinações, confusão; testes de função hepática aumentados (alteração nos exames do fígado), disfunção hepática, insuficiência hepática; reações semelhantes ao lúpus Transtorno bipolar Reações muito comuns: erupções na pele (exantema), dor de cabeça. Reações comuns: agitação, sonolência,vertigem (tontura), artralgia (dor nas articulações), dor, dor lombar. Reação rara: Síndrome de Stevens Johnson.

Bibliografia

LAMICTAL. Laboratório Glaxosmithkline. Bula do medicamento. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp. Acesso em junho de 2017.