Cotar Agora
Home / Pricípios ativos / Hidroclorotiazida

Hidroclorotiazida

( Antihipertensivo e Diurético )

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado?

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

cápsulas

Hidroclorotiazida é destinado ao tratamento da hipertensão arterial, quer isoladamente ou em associação com outros fármacos anti-hipertensivos. Pode ser ainda utilizado no tratamento dos edemas associados com insuficiência cardíaca congestiva, cirrose hepática e com a terapia por corticosteróides ou estrógenos. Também é eficaz no edema relacionado a várias formas de disfunção renal, como síndrome nefrótica, glomerulonefrite aguda e insuficiência renal crônica.

Como usar?

Conforme indicado pelo médico

Restrições de uso

Uso Adulto

A hidroclorotiazida, assim como outras tiazidas, pode aumentar ou potencializar a ação de outros fármacos anti-hipertensivos. Pode, também, interferir sobre as necessidades de insulina nos pacientes diabéticos e reduzir o efeito de hipoglicemiantes orais. Se houver diabetes latente, ele pode se manifestar durante o tratamento com os tiazídicos. As tiazidas podem aumentar a resposta à d-tubocurarina. Em alguns pacientes a administração de agentes anti-inflamatórios não esteróides pode reduzir os efeitos diuréticos, natriuréticos e anti-hipertensivos das tiazidas. Portanto, quando a hidroclorotiazida e agentes anti-inflamatórios não esteróides são utilizados concomitantemente, o paciente deverá ser observado atentamente para determinar se o efeito desejável do diurético foi obtido.

Contraindicação

hidroclorotiazida é contraindicada para os pacientes com anúria e aqueles que apresentem hipersensibilidade à hidroclorotiazida ou outros fármacos derivados da sulfonamida. Categoria de risco na gravidez: B. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Observações

-

Efeitos Colaterais

A hidroclorotiazida é geralmente muito bem tolerada, mas eventualmente podem ocorrer as seguintes reações adversas: - Gastrintestinais: anorexia, desconforto gástrico, náuseas, vômitos, constipação, icterícia colestática, pancreatite. - Sistema Nervoso Central: vertigens, parestesia, cefaleia. - Hematológicas: leucopenia, agranulocitose, trombocitopenia, anemia aplástica, anemia hemolítica. - Cardiovasculares: hipotensão ortostática (pode ser potencializada pelo álcool, barbitúricos ou narcóticos). - Hipersensibilidade: púrpura, fotossensibilidade, urticária, erupção cutânea, reações anafiláticas. - Outras: hiperglicemia, glicosúria, hiperuricemia, fraqueza, espasmo muscular. - Dados de Farmacovigilância têm demonstrado a ocorrência de alguns casos de: polaciúria aumento de urgência urinária, disúria, dor nas extremidades, boca seca e sede.

Bibliografia

1. https://www.farmaciasassociadas.com.br/BACKOFFICE/Uploads/Bula/1438101470061.pdf