Cotar Agora
Home / Pricípios ativos / Guaraná Extrato

Guaraná Extrato

( Alimentação e Fitoterápico )

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado?

Não

Tipo de Receita

-

Manipulado

cápsulas, sachês.

É indicado como estimulante do Sistema Nervoso Central além de diminuir a fadiga. Das três xantinas mencionadas (cafeína, teobromina e teofilina) a cafeína é a que possui uma ação estimulante mais potente, além disso, ela relaxa a musculatura dos vasos sanguíneos periféricos e contrai a musculatura dos vasos cerebrais; é um diurético de curta duração e aumenta a secreção gástrica. O uso do guaraná mantém o nível do glicogênio hepático e inibe a formação da enzima MAO que acarreta a depressão. Portanto, o guaraná pode também ser recomendado na astenia, depressão nervosa, favorece a atividade intelectual, dispepsias, flatulências, fermentações anormais e diarréia, prevenção da arteriosclerose, tromboembolismo e cefaleias.

Como usar?

- Extrato seco 5%: 250 mg três vezes ao dia. - Extrato seco solúvel: dissolver 6g (1colher sobremesa) em 200 mL de suco, água ou leite, 1 vez ao dia de manhã. - Pó: 0,5 a 2 g ao dia.

Restrições de uso

-

Recomenda-se não associar a outras drogas com xantinas (Café e Erva Mate, por exemplo), pois o efeito estimulante pode ser potencializado, e deve ser tomado de forma descontínua

Contraindicação

É contraindicado em estados de ansiedade, hipertireoidismo, hipertensão arterial, arritmias, taquicardia, úlcera péptica ativa, gastrite e síndrome do cólon irritável.

Observações

-

Efeitos Colaterais

Insônia, nervosismo, taquicardia, ansiedade, diarreia e irritação gástrica são efeitos secundários percebidos pela ingestão de Guaraná. O efeito excitante sobre o SNC pode em alguns casos simular quadros de crises de hipertiroidismo.

Bibliografia

1. http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/GUARANA.pdf