Etilefrina Cloridrato

Medicamento e Vasoprotetor

Como administrar? Uso Oral
Controlado? Não
Tipo de receita Receita Simples (branca, 1 via)
Manipulado cápsulas
Para que serve?

Hipotensão aguda não grave. Hipotensão crônica de causa não orgânica. A Etilefrina é um fármaco simpaticomimético de ação direta do grupo das fenolaminas com propriedades agonistas β1 e algumas ações agonistas α e β2. É capaz de potenciar a contratilidade cardíaca e aumentar o débito cardíaco, elevando o volume sistólico; adicionalmente eleva o tônus venoso e a pressão venosa central, provocando um aumento do volume sanguíneo circulante. Demonstrou-se um efeito inotrópico positivo em pacientes com performance cardíaca normal ou ligeiramente alterada. O fármaco eleva a pressão sistólica em maior grau que a diastólica. Consequentemente, em caso de alterações cardiovasculares funcionais, o fármaco pode proporcionar uma melhora dos sintomas subjetivos (tais como náuseas, astenia e tendência a lipotímia), assim como estabilizar os parâmetros hemodinâmicos.

Como usar?

É administrada sob forma de cloridrato via oral em doses de 5 a 10mg 3 vezes ao dia. É utilizada em formar farmacêuticas de ação modificada em doses de 25mg 1 a 2 vezes ao dia.

Restrições de uso

Uso Adulto

Interação Medicamentosa

A etilefrina é potencializada com cálcio, antidepressivos tricíclicos e guanetidina. A quinidina diminui o efeito da etilefrina.

Contraindicação

Hipersensibilidade à etilefrina. Hipertensão. Insuficiência coronária. Hipertireoidismo. Tirotoxicose. Glaucoma de ângulo estreito. Adenoma prostático.

Observações

-

Efeitos Colaterais

Cefaleias, sudorese, hipertensão, inquietude, taquicardia, arritmias e dor anginosa.

Bibliografia

1. https://infinitypharma.com.br/uploads/insumos/pdf/e/etilefrina-cloridrato.pdf