Drosera rotundifolia

Homeopatia

Como administrar? Uso Oral
Controlado? Não
Tipo de receita Receita Simples (branca, 1 via)
Manipulado Glóbulos, solução
Para que serve?

o paciente Drosera imagina que estava sendo iludido por pessoas vingativas, invejosas (10). Por isso, ao longo de todo o dia, tem uma inquietude do espírito e ansiedade, repleto de receio, como se ele tivesse que lidar com ninguém senão pessoas falsas (10). Ao mesmo tempo ele fica ansioso, como se os inimigos dele não o fossem deixar quieto, o invejassem e o perseguissem (10). Esse medo e ansiedade são representados durante o sono pois o paciente se sobressalta no sono, como por susto ou medo (10) e tem sobressaltos assustados violentos, frequentes, ao anoitecer, no sono (10). Pelo conjunto dos sintomas mentais, gerais e locais aqui descritos, notase a complexidade do paciente Drosera. Contudo, esta nova forma de leitura e interpretação da matéria médica permite uma racionalização da sintomatologia, através da analogia com a planta, em seus mais diversos aspectos, sejam características fenotípicas, anatomia, fisiologia, ecologia, composição química.

Como usar?

Recomenda-se o uso conforme orientação de um profissional prescritor habilitado.

Restrições de uso

Uso Adulto e Pediátrico

Interação Medicamentosa

-

Contraindicação

-

Observações

-

Efeitos Colaterais

-

Bibliografia

1. http://www.cehl.com.br/ava-admin/files/Pasta%20de%20Arquivos/Cadernos%20do%20CEHL/DROSERA%20ROTUNDIFOLIA.pdf