Home / Pricípios ativos / Difosfato de cloriquina

Difosfato de cloriquina

( Anti-inflamatório e Antireumáticos )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

cápsulas

Indicação


Tratamento da artrite reumatóide, supressão do lúpus eritematoso e porfiria cutânea tardia, em todas as formas de malária (terçã benigna, terçã maligna e quartã). Indicado ainda no tratamento da giardíase e hepatite amebiana.

Posologia


A posologia varia do tratamento ao qual o medicamento é aplicado.

Restrições de uso


Uso Adulto e Pediátrico

Interação Medicamentosa


Deve-se evitar o uso de cloroquina em associação com medicamentos: antiácidos, aurotioglicose, cepridil, cisaprida, gemifloxacino, amiodarona, halofantrina, isoflurano, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina, ziprasidona, digoxina, ciclosporina, cimetidina, proguanil, fenilbutazona, mefloquina, penicilina, heparina, clorpromazina, metotrexato, praziquantel e também com medicamentos utilizados para o tratamento de convulsões e ou epilepsia. A cloroquina pode interferir na resposta imunológica de certas vacinas.

Contraindicação


-

Observações


-

Reações Adversas


As reações adversas incluem cefaleia, vômitos, prurido, diarreia, urticária, erupções purpúricas na pele. Efeitos mais severos incluem raros episódios psicóticos, convulsões, hipertensão e colapso cardiovascular, depressão, arritmias, choque, distúrbios visuais, mudanças no ECG, visão dupla.

Bibliografia


1. https://www.bulario.com/cloroquina/ 2. http://www.far.fiocruz.br/wp-content/uploads/2017/02/Cloroquina-Paciente.pdf