Cotar Agora
Home / Pricípios ativos / Di-Indol Metano

Di-Indol Metano

( Ansiolíticos , Antidepressivos e Imunidade )

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado?

Não

Tipo de Receita

SD

Manipulado

Cápsulas

Di Indol Metano (DIM) é um fitoquímico encontrado nos vegetais crucíferos do gênero Brassica (repolho, brócolis, couve-flor, couve de Bruxelas e couve). Formado a partir da metabolização do Indol-3-Carbinol (I3C), a suplementação com DIM é recomendada devido a sua maior estabilidade e potência quanto comparado ao seu precursor I3C. Indicado para promover o balanço hormonal saudável aumentando a proteção contra os efeitos maléficos dos estrógenos, tanto em homens quanto em mulheres. Redução dos sintomas da perimenopausa como retenção hídrica, inchaço, agressividade, irritabilidade, tensão, depressão, alterações de humor e outras. Fortalece o sistema imunológico.

Como usar?

De 25 a 200 mg, uma a duas vezes ao dia.

Restrições de uso

Uso adulto

DIM aumenta a velocidade de metabolização de medicamentos pelo fígado, podendo reduzir a eficácia de outras substâncias que também sofrem metabolização hepática quando administrados concomitantemente, dentre elas, ciclobenzaprina, clozapina, imipramina, teofilina, dentre outros.

Contraindicação

Não use DIM se estiver tomando medicamentos para o tratamento de HIV, problemas cardiovasculares. Converse com seu médico se estiver tomando qualquer outro medicamento, inclusive pílulas anticoncepcionais ou fazendo terapia de reposição hormonal. DIM é contra indicado para pacientes com difunções hepáticas. Não utilize este produto se estiver grávida ou amamentando.

Observações

Siga SEMPRE as orientações do seu médico. Evite a auto-medicação. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

Efeitos Colaterais

Não foram relatadas reações adversas siginifcativas quando o produto é utilizado nas concentrações indicadas.

Bibliografia

D-INDOL METANO. Material técnico. Disponível em: http://www.diindolylmethane-dim.com/. Acesso em junho de 2017. D-INDOL METANO. Material técnico. Disponível em: https://diindolylmethane.wordpress.com/. Acesso em junho de 2017.