Home / Pricípios ativos / Cimetidina

Cimetidina

( Gastrite e Refluxo )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

cápsulas, solução

Indicação


A cimetidina é indicada: - para tratar úlceras no estômago e no duodeno; - para tratar e prevenir sangramento das úlceras; - em situações nas quais o estômago produz muito ácido, o que pode levar a sangramento; - para tratar azia ou outras condições causadas pelo excesso de ácido no estômago; - antes de uma anestesia geral; - se você tem síndrome do intestino curto e está sofrendo de perda de líquidos ou tem dificuldade para absorver líquidos.

Posologia


Conforme orientação médica.

Restrições de uso


Uso Adulto e Pediátrico acima de 1 ano

Interação Medicamentosa


Este medicamento pode ser ingerido com alimentos ou com o estômago vazio. Siga sempre as instruções do seu médico. Avise seu médico caso esteja fazendo uso de qualquer medicamento, mesmo aqueles vendidos sem receita, e especialmente os listados abaixo: - medicamentos anticoagulantes (por ex.: varfarina); - medicamentos para tratar epilepsia (por ex.: fenitoína); - medicamentos para tratar asma ou bronquite (por ex.: teofilina); - anestésicos locais (por ex.: lidocaína); - medicamentos para tratar artrite ou dores articulares. Não use cimetidina se você estiver fazendo uso do medicamento dofetilida, indicado no tratamento da arritmia cardíaca.

Contraindicação


Contraindicada em pacientes com alergia conhecida à cimetidina

Observações


-

Reações Adversas


Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): - Dor de cabeça; - Tontura; - Diarreia; - Dores musculares (mialgia); - Cansaço; - Erupções cutâneas (reações alérgicas na pele). Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): - Leucopenia (diminuição do número de leucócitos – tipo de célula de defesa presente sangue); - Sensação de tristeza, depressão; - Alucinações (ver, sentir e/ou ouvir coisas que não existem realmente); - Confusão mental, reversível dentro de alguns dias após a retirada da cimetidina. Essa reação foi relatada geralmente em pacientes idosos ou doentes; - Taquicardia (aumento dos batimentos do coração); - Inflamação do fígado, que pode causar: enjoos, vômitos, perda de apetite, mal-estar geral, febre, coceira, amarelamento da pele e dos olhos e urina de cor escura; - Aumento, no sangue, de uma substância chamada creatinina; - Ginecomastia (aumento das mamas), geralmente reversível com a interrupção do tratamento com cimetidina; - Impotência (dificuldade de ereção) reversível, relatada particularmente nos pacientes que recebem doses altas (por exemplo, na síndrome de Zollinger-Ellison). No entanto, na dosagem regular, a incidência é semelhante à da população geral. Reações raras (ocorre entrem 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): - Trombocitopenia (diminuição do número de plaquetas – células responsáveis pela coagulação - no sangue); - Um raro tipo de anemia na qual os glóbulos vermelhos e brancos e plaquetas (elementos do sangue) estão em número reduzido. Os sintomas podem incluir cansaço, falta de ar, palidez, infecções frequentes, hematomas ou feridas na pele e sangramento do nariz; - Bradicardia (diminuição nos batimentos do coração); - Alterações do fígado que podem levar ao comprometimento de sua função (aumento das enzimas hepáticas), eliminado com a suspensão do medicamento; - Problemas nos rins. Os sintomas podem incluir alterações na quantidade e na cor da urina, enjoo, vômito, confusão mental, febre e erupção cutânea; Reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): - Pancitopenia (diminuição global de elementos celulares do sangue – glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas); - Agranulocitose (baixa acentuada de leucócitos – célula de defesa do organismo – do tipo granulócito); - Reação alérgica severa, que é geralmente solucionada com a interrupção do tratamento; - Inflamação no pâncreas (pancreatite), solucionada com a interrupção do tratamento; - Artralgia (dores nas articulações); - Perda de cabelo; - Inflamação alérgica nos vasos sanguíneos (vasculite de hipersensibilidade), geralmente solucionada com a interrupção do tratamento; - Febre, solucionada com a interrupção do tratamento; - Galactorreia (secreção de leite pelas mamas); - Bloqueio cardíaco.

Bibliografia


1. http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=13695442016&pIdAnexo=3160718