Home / Pricípios ativos / Betaina Hcl

Betaina Hcl

( Gastrite , Refluxo e Suplementos )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

SD

Manipulado

Cápsulas gelatinosas Cremes dentais Pós

Indicação


A betaína é um derivado metilado do aminoácido glicina. Produzida no corpo humano a partir da hidrólise da colina, ela pode ser encontrada em diversas fontes exógenas, em especial no açúcar das beterrabas, de onde foi isolada pela primeira vez. No estômago, o ácido hidroclorídrico converte pepsinogênio em pepsina, uma enzima que divide as proteínas em substâncias menores e mais facilmente absorvidas. A betaína auxilia o organismo no metabolismo dos alimentos pois combate a baixa produção do ácido hidroclorídrico. Seu uso é indicado em preparações para desordens do fígado e gastrointestinais, hipopotassemia e alergias alimentares, assim como para produzir dióxido de carbono em pacientes submetidos a processos radiográficos de duplo contraste. É uma fonte de ácido clorídrico no tratamento da hipocloridria. Também indicada em casos de asma, candidíase e lúpus. Além disso a betaína auxilia diretamente na produção natural de creatina (um aminoácido presente nas fibras musculares e no cérebro), fazendo com que o corpo possa obter mais força e explosão. Melhora também o fornecimento de nutrientes ao músculo esquelético. Assim a betaína é também indicada como suplemento para melhora na performance dos atletas durante atividade física, como a musculação, sendo indicado seu uso tanto no pré quanto no pós treino. Nos dias de descanso o consumo deve ser mantido. A betaína é também utilizada em cremes dentais para o tratamento de boca seca (xerostomia).

Posologia


Para o tratamento de hipoclorídria, é administrado na dosagem de 0,3 a 2g ao dia, acompanhado de refeições que contenham proteínas. Em crianças abaixo dos 3 anos de idade, pode ser usado uma dose inicial de 100mg /kg de peso corporal diariamente. Para aumento de massa muscular recomenda-se 3g a 4g por dia, normalmente divididas em duas doses iguais.

Restrições de uso


Uso adulto e pediátrico

Interação Medicamentosa


Ácido acetilsalícilico er outros medicamentos e Anti-inflamatório, como a cortisona, podem aumentar a produção de ácido clorídrico pelo estômago, podendo aumentar a sensação de azia e queimação e provocar úlceras e perfurações estomacais. Assim, o uso destes medicamentos deve ser evitado ou o consumo de betaína deve ser descontinuado.

Contraindicação


Contraindicada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando e para pessoas cujos níveis de colesterol estejam elevados.

Observações


“SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”. Siga SEMPRE as orientações do seu médico. Evite a auto-medicação.

Reações Adversas


Geralmente a betaína é bem tolerada. As reações mais comuns são perturbações estomacais, náuseas e diarreias leves.

Bibliografia


BETAÍNA. Material técnico. Disponível em: http://www.webmd.com/vitamins-supplements/ingredientmono-1008-betaine%20anhydrous.aspx?activeingredientid=1008&activeingredientname=betaine%20anhydrous. Acesso em junho de 2017. BETAÍNA. Material técico. Disponível em: http://www.umm.edu/health/medical/altmed/supplement/betaine. Acesso em junho de 2017.