Home / Pricípios ativos / Belladona atropa

Belladona atropa

( Homeopatia )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

Receita Simples (branca, 1 via)

Manipulado

glóbulos, solução

Indicação


Adequado às constituições biliosas, linfáticas, pletóricas; pessoas vivazes e divertidas quando estão bem, mas violentas e frequentemente delirantes quando doentes. Mulheres e crianças com cabelos claros e olhos azuis, tez clara, pele delicada; sensíveis, nervosas, com ameaça de convulsão; pacientes tuberculosos. Acessos de riso; range os dentes; Age como se estivesse contando dinheiro, faz caretas ridículas; Alegria excessiva após o jantar; Alucinações (de que é um cachorro – uiva, rosna, deseja morder, se arrasta pelo chão); Angustia chorosa, geme, grita e chora; Ansiedade com desejo de fugir, não sente paz; Apatia e lamento, nada lhe dá prazer; Apesar da boa índole, podem destruir tudo ao redor; Atira coisas no fogo, ´põe fogo na casa´; Briguento, caprichoso, imperioso e obstinado; Busca afundar a cabeça no travesseiro; busca o ´campo aberto´; Carola, beata, reza muito; Cinco minutos após a tempestade se tornam dóceis; Cleptomania; Confusão da mente, imaginando-se rico; Crianças coléricas e birrentas, batem a cabeça na parede e arrancam os cabelos; Crianças com frio e febre, rosto vermelho, garganta dolorida, olhos brilhantes, muita sede; Crianças enfurecidas que se encolerizam se contrariadas, jogam objetos; Dança com resmungos; Delírio violento, vivido, inquieto, tendência a morder, cuspir, bater e rasgar coisas; Desaparecimento completo da inteligência, perda do entendimento e da memória, confusão mental, mente desordenada; Desconfiança e timidez, nada lhe parece certo; Descontente consigo mesmo; Desejo de resgatar algo perdido; Desonesto; Discurso não corresponde ao pensamento; Enfia a cabeça dentro do travesseiro; Excitação e violência sempre presentes (todo o sangue está na cabeça); Fúria agressiva contra si e os demais; Grande temor diante do sobrenatural; Humor extremamente irritável e sensível; Imagina que vê fantasmas, rostos horríveis e vários insetos; animais pretos, cães, lobos; imaginação fértil; Impressão de ser atacado por cães e serpentes; Impressionabilidade dos sentidos, não sabe se está sonhando; se impressionam com contos de fadas e passam a noite em claro, pula a parte da história que não gostam; Impulsos e sensações rápidas; Inclinado a afogar-se, temor às águas (aversão a todos os líquidos); Inclinado a cantar e a assobiar; Inclinado a discutir sem causa e disposto a rir de forma aborrecedora; Inclinado a linguagem ofensiva; Indiferença pelo tempo; Lamentos com delírios; Loquacidade extrema e incompreensível, respostas incoerentes; Medo de coisas imaginárias, quer fugir delas; Medo de vibrações; medo de objetos imaginários; Não reconhece os arredores; Não tolera o consolo ou que o toquem; não tolera roupas apertadas no pescoço; Paixão pelo jogo, esbanjador; Perda de percepção da realidade; Pessoas vivazes e divertidas quando estão bem, mas violentas e delirantes quando doentes (´anjo´ na saúde e ´demônio´ na enfermidade); Religiosidade por medo de punição e castigo eterno; Renuncia de si, dobra-se em servidão; Saudades; Sensação de arder no ´fogo do inferno´; Sensação de flutuação ou deslizamento, como num bargo; Sensação de movimento ondulatório na bexiga; Sensação de não ter cumprido tarefa importante; Sensação de plenitude na cabeça; Sensação de pressão no reto alternando com contrações dolorosas no ânus; Sensação de que é constantemente injuriado; Sensação de que está sentado num boi; Sensação de que o nariz é transparente; Sensação de que perdeu algo; Sensação de que um rato move-se pela perna; Sensação de ter a cabeça estourando; Sensação de ter o corpo (ou partes) aumentado; Sensibilidade ao toque na cabeça, até a pressão do cabelo dói; Sensível a tremores e trepidações; Sente necessidade de ser protegido; Sintomas mentais agravam quando corta o cabelo; S.M.R.; Sonham com o fogo; Teme o convívio, os ruídos, deseja a solidão, por mais que a tema; teme fantasmas e demônios; Teme que o corpo apodreça; teme doenças e ruína; Tem que se segurar para não atacar; Tendência ao homicídio; Tudo em gosto e cheiro mais forte; Violento, quer morder os que estão ao redor. Abalos e contrações musculares; Abatimento; Abdômen sensível, distendido; Abscessos freqüentes; Acne vermelho vivo, com pústulas e doloridas, que deixam cicatrizes; Afluxo de sangue para a cabeça e para o rosto; Amigdalites; Cabeça quente e dolorosa; pés frios; Cãibras; Calafrios por todo o corpo, sem sede; Calor, local e violento; Cara vermelha; Carótidas pulsam fortemente; Cérebro com grande afluxo de sangue; Congestão da cabeça; Convulsões durante a dentição, com febre; se agravam com a luz e movimento; Desperta com sobressaltos; Dor de cabeça congestiva, com face vermelha, pulsação do cérebro e das carótidas; Dor na região íleo-cecal direita; o cólon transversal se distende como almofada; Dor pulsante e latejante, em marteladas; Dores que vêm subitamente,duram de modo indefinido e cessam subitamente; em acessos curtos; Dores vivas, buscas, com pressão para baixo, como se todo conteúdo do abdômen fosse sair pela vulva; Energia vital aumentada e, logo depois, diminuída; Enurese noturna em crianças; Epistaxe com cara vermelha e quente; Faringe seca, com sede e dor na garganta; Febre aguda e violenta com delírios, aparecimento súbito (por volta das 16h00); Fezes atrasadas; Fotofobia, intolerância à luz; Hemorróidas latejantes; Hipersensibilidade e hiperexcitabilidade de todos os sentidos; Inchaço intermitente do ovário direito com dores pinçantes (bruscas); Inflamações diversas; Lábio superior com inchaço e avermelhamento, quase impede de abrir a boca; Língua seca, framboseada; Mamas pesadas, duras, vermelhas; Menstruação abundante, adiantada, sangue quente, vermelho vivo ou mesclado com coágulos negros e de mal odor; Movimentos convulsivos nos ombros; Mucosa da boca está seca e queimante; Nariz com avermelhamento brusco, com ardor; Nuca com rigidez; Olhos se fecham e se movem rapidamente; olhos vermelhos, injetados de sangue; Palpação dolorosa; Pele com vermelhidão escarlate, uniforme, lisa e brilhante; seca, quente, ardente; transmite sensação ardente à mão examinadora; Perda da consciência; Plenitude da cabeça; Pressão para baixo como se o conteúdo do abdômen fosse sair pela vulva; Prostração brusca, com estupor; Pulsação das carótidas; pulso cheio e saliente; Pupilas dilatadas; Resfria-se com facilidade, por correntes de ar, especialmente ao descobrir a cabeça, por cortar os cabelos; Rosto ruborizado, olhos desvairados, fixos, pupilas dilatadas; Semi-estupor; Sonolento, mas não consegue dormir; Taquicardia, com pulso cheio e duro; Transpiração nas partes cobertas ou supressão da mesma; Tosse seca e espasmódica; Tudo arde dentro de si quando adoece; Urina suprimida; Vermelhidão da face da face e dos olhos; Vertigem ao inclinar-se para a frente; Violência na manifestação dos sintomas; Zumbido nos ouvidos;

Posologia


-

Restrições de uso


Uso Adulto e Pediátrico

Interação Medicamentosa


-

Contraindicação


-

Observações


-

Reações Adversas


-

Bibliografia


1. https://www.abrahcon.com/materia-medica/pt/atropa-belladona-32