Home / Pricípios ativos / Argentium Nitricum

Argentium Nitricum

( Homeopatia )

Cotar Agora

Formas de Administração

Uso Oral

Controlado

Não

Tipo de Receita

-

Manipulado

glóbulos, solução hidroalcoólica.

Indicação


Tem uma agitação ansiosa. É impulsivo e quer agir com a maior rapidez possível. Pensa não ter tempo para executar as tarefas que se propõe, por isso, está sempre com pressa; mal começa um trabalho ou tarefa já a quer ver terminada. Agitação extrema. Fala muito, tanto que fica completamente esgotado. É um indivíduo nervoso, irritável, ansioso, que caminha apressadamente. Por vezes, deprimido, com tremores no corpo e vários medos: de andar sozinho, de multidões, de saltar no vazio, do perigo, de ficar louco, de ser vítima de apoplexia ou de ter uma doença grave. Agorafobia. Claustrofobia. Reacção de fuga com inibição. As fobias tomam o aspecto de uma síndrome vertiginosa. Chega a predizer a morte como Aconitum. Ansiedade por antecipação. Fica apreensivo e com diarreia sempre que tem um encontro importante, exames a realizar ou tem de assistir a espectáculos. Memória deficiente. É um intelectual cansado. Tem pesadelos. Sonha em especial com serpentes. Numa rua quando olha para o alto, tem a sensação de que as casas dos dois lados se inclinam e vão cair, o que lhe dá vertigens. Vertigem quando fecha os olhos: não consegue caminhar de olhos fechados. O seu equilíbrio parece sempre precário. Vertigem com tremores e fraqueza das pernas. Vertigem com zumbidos nos ouvidos. Dor de cabeça congestiva, profunda. O paciente tem a sensação de que o crânio está dilatado, vai rebentar. Dor de cabeça depois de ter dançado ou após trabalho mental exaustivo. As dores melhoram amarrando a cabeça com um pano, ou apertando-a com as mãos. Fotofobia intensa. Conjuntivite granular aguda, escarlate, com corrimento abundante, mucopurulento. Oftalmia purulenta, em especial a neonatal. Faringe e úvula avermelhadas. Rouquidão que agrava de manhã. Nesta parte do dia, o doente expulsa muco espesso e tenaz originário das narinas. Sensação de uma espinha ou lasca de madeira na garganta ao engolir. A língua tem a ponta dorida e vermelha, com papilas salientes, em todos os padecimentos. Desejo irresistível de comer doces, chocolate. A criança deseja doces, mas provocam-lhe diarreia. Come apressadamente, sem mastigar convenientemente os alimentos. Aerofagia com palpitações. Regurgitações e arrotos excessivos, barulhentos e difíceis, que surgem logo após as refeições. As regurgitações acompanham a maior parte dos problemas gástricos. Úlcera gástrica. Gastrite dos alcoólicos e bebedores imoderados. Colopatias funcionais diarreicas. Diarreia esverdeada com gases. Muco esverdeado como espinafres cortados. Diarreia originada por ansiedade por antecipação: exame, entrevista para um emprego, aparecimento em público, etc. Diarreia após ingestão de bebidas. Laringite. Laringite crónica dos cantores, em que as notas mais agudas provocam tosse. Palpitações violentas que agravam quando o doente está deitado do lado direito ou sob o efeito de forte emoção e melhoram quando este caminha ao ar livre. Incontinência urinária: a urina escorre sem que o paciente tenha consciência disso. Impotência por ansiedade. Há erecção que termina ou afrouxa significativamente quando se prepara para consumar o acto. Coito doloroso, tanto para o homem, quanto para a mulher. Dor do ovário esquerdo, com regras abundantes. Ulcerações do colo do útero. Fraqueza dos membros inferiores com tremores. Caminha com pressa, oscilante. Sente-se mal de pé. AGRAVAÇÃO: pelo calor num quarto quente; num local fechado; em espaços abertos; à noite; pelos alimentos frios; pelos doces e chocolate; durante as regras; pelo exercício mental fora do comum; estando deitado do lado direito; pela antecipação. MELHORA: ao ar livre; pelo ar frio, desejando que o vento sopre no seu rosto; ao tomar banho em água fria; por pressão forte.

Posologia


-

Restrições de uso


Uso Adulto e Pediátrico

Interação Medicamentosa


-

Contraindicação


-

Observações


-

Reações Adversas


-

Bibliografia


1. http://josemariaalves.blogspot.com.br/2009/07/argentum-nitricum-materia-medica.html 2. http://www.diasdacruz.com.br/homeopatia/23