Pode não ser uma prática comum, mas você já reparou no rótulo de medicamentos que compra? Sempre um medicamento for comprado, é fundamental verificar o rótulo, pois nele, estão as informações necessárias para que você saiba o que está ingerindo.

Parece algo simples, não é mesmo? E de fato, é. Porém, embora os medicamentos façam parte da rotina de todos nós, a maioria das pessoas não presta muita atenção nas informações do rótulo.

É importante sempre observar todas as informações e os detalhes a respeito do medicamento que você comprado, independente da sua finalidade, saber o que é ingerido pelo seu organismo é fundamental para a sua saúde. Por esse motivo, você deve ficar de olho se o medicamento que está comprando contém as informações obrigatórias explícitas.

Os rótulos dos medicamentos contêm informações que ajudam na identificação do medicamento durante o seu uso, além do armazenamento adequado dos produtos, da sua fabricação até o consumo.

Isso vale também para medicamentos manipulados, afinal, eles são feitos exclusivamente para você. Mas aí, surgem algumas dúvidas como: quais informações são importantes? Existe alguma informação obrigatória no rótulo do medicamento manipulado? O que deve ser observado? Existe um padrão de rótulos para farmácias de manipulação?

No artigo de hoje, o blog do 99fórmulas te ajuda a esclarecer essas dúvidas. Confira abaixo:

 

Todos os rótulos de medicamentos são iguais?

Primeiramente, você deve saber que existem dois tipos de rótulos diferentes para medicamentos. Os medicamentos possuem rótulos para embalagens primárias e secundárias:

  • Embalagem primária: essa embalagem fica diretamente em contato com o medicamento, como por exemplo, a cartela usada para armazenar comprimidos (blíster), ampola ou frasco-ampola;
  • Embalagem secundária: essa embalagem refere-se à parte externa, mais conhecida como a caixa do medicamento. Essa embalagem pode conter uma ou mais embalagens primárias.

Rótulo de medicamentos industrializados

Em casos de rótulo de medicamentos industrializados, a embalagem deve contar as informações primordiais para o paciente que fará uso dele, como nome (inclusive, em braile) e dosagem. Porém, é importante ressaltar que existem outras informações que também são importantes e devem constar para a pessoa que comprá-los. Essa exigências foram feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a fim de tornar o rótulo de medicamentos mais claro e útil aos pacientes.

Por esse motivo, o rótulo de medicamentos deve conter informações como prazo de validade, conservação do produto após a sua abertura, a idade mínima aprovada para uso seguro do medicamento deve estar detalhada, além da obrigatoriedade em constar no rótulo da embalagem secundária do medicamento a seguinte informação, em negrito:

O rótulo obrigatoriamente precisa ter informações sobre a conservação e o prazo de validade do medicamento após a abertura. Além disso, o rótulo das embalagens secundárias precisam conter a seguinte frase, em negrito: “Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica”.

Por fim, a embalagem do medicamento deve conter a sua indicação, conforme disposto para o princípio ativo e classe terapêutica e as contraindicações de uso do medicamento.

 

Rótulo de medicamentos manipulados

Já em casos de rótulos de medicamentos manipulados, embora sejam parecidos, existem algumas informações a serem acrescentadas, segundo a farmacêutica Kelly Brandão: “Isso contribui para que o paciente saiba de maneira mais específica aquilo que está ingerindo e como será feito o seu tratamento”.

Confira a lista das principais informações que devem constar nos rótulos de medicamentos manipulados:

  • Nome do paciente ;
  • Nome do médico que prescreveu o medicamento, com CRM;
  • Todos os componentes da fórmula, incluindo as dosagens e nome das substâncias;
  • Posologia do medicamento;
  • Em caso de medicamento controlado, a quantidade solicitada deve ser informada, caso ela tenha sido fracionada;
  • Validade do produto;
  • Uso diurno ou noturno;
  • Condições de armazenamento do produto;
  • Medicamento para uso de dia ou noite;
  • Nome, endereço, CNPJ, telefone da farmácia de manipulação, além do código interno.

 

Conhecendo mais sobre medicamentos manipulados

De acordo com a Anvisa, os medicamentos manipulados são aqueles preparados diretamente na farmácia de manipulação, por prescrição de profissionais habilitados, que estabeleça em detalhes sua composição, forma farmacêutica, posologia e modo de usar, através das fórmulas inscritas no Formulário Nacional ou Internacional, reconhecidos por ela.

Os medicamentos são preparados em farmácias de manipulação e são elaborados seguindo procedimentos padronizados pelos farmacêuticos e sua equipe técnica. Este passo a passo da preparação dos medicamentos manipulados é realizado com base em informações técnicas de literatura oficial do segmento farmacêutico, considerando as características individuais de cada componente da fórmula.

A partir da receita, os medicamentos manipulados serão desenvolvidos pela farmácia de manipulação a partir das normas reconhecidas pela Anvisa. Cada medicamento manipulado deve receber um rótulo único, justamente por ter uma fórmula personalizada para cada paciente.

Por isso, em caso contrário ao indicado acima, recuse receber medicamentos manipulados por farmácias que conste em seu rótulo códigos ou dados comerciais falsos. Outro ponto importante é que você nunca deve comprar medicamentos manipulados em consultórios médicos, clínicas de estéticas, SPAs, etc. O único estabelecimento com autorização legal para a fabricação e comércio desse tipo de medicamento é a farmácia de manipulação.

 

Farmácias de manipulação confiáveis

Antes de comprar o seu medicamento manipulado em uma farmácia de manipulação, você vai precisar de uma receita médica. Por isso, você precisará consultar um médico especializado, de acordo com a sua necessidade. Ele vai analisar o seu caso e indicará a prescrição correta para o seu medicamento manipulado.

Para escolher uma farmácia de manipulação de confiança, você pode procurar opiniões de pessoas que já compraram, também é importante que você leia e conheça experiências de outros clientes, avaliações, dentre outras formas. Para dar ao cliente a segurança necessária para a compra, a farmácia de manipulação precisa seguir uma série de procedimentos, além de estar em dia com as normas de segurança.

Para te ajudar nessa busca, a equipe do 99fórmulas, separou 10 dicas para encontrar as melhores farmácias de manipulação.

Para os leitores paulistanos, listamos algumas opções de farmácia de manipulação em São Paulo, para facilitar o dia a dia dos moradores da maior cidade da América Latina e garantir novas alternativas de tratamento, você pode conferir clicando aqui.

 

Compra consciente!

Ter cuidado no uso dos medicamentos é muito importante, pois eles não se tratam apenas de simples mercadorias. Eles são produtos especiais, já que podem tanto trazer benefícios para a sua saúde, como também, trazer complicações.
É importante que você leia atentamente o rótulo de medicamentos, dessa maneira, você terá acesso às informações mais importantes sobre como o medicamento deve ser utilizado. Agindo assim, você contribuirá para o seu tratamento, pois terá informações sobre os benefícios e riscos envolvidos, assim como sobre os cuidados a serem tomados. E, em caso de dúvidas, consulte um profissional de saúde!

 

Comprar medicamentos manipulados online

Você sabia que assim como qualquer segmento comercial, as farmácias de manipulação também estão na internet?
A compra de medicamentos manipulados online é mais comum do que você possa imaginar. Com a facilidade da web e a correria do dia a dia, ficou muito mais fácil encontrar farmácias de manipulação que fazem orçamentos e entregas online com rapidez e qualidade.

Quer fazer a cotação do seu medicamento manipulado sem precisar sair de casa? Faça já o seu orçamento online!

Clique aqui e confira!