A obesidade é um mal que afeta quase a metade da população. Por acarretar vários outros problemas, diversas pesquisas surgem, informando novas formas de tratamento para essa complicação. Um dos remédios mais utilizados para o tratamento desta doença é o orlistate, um excelente agente no combate ao excesso de peso.

No entanto, quando falamos sobre qualquer tipo de tratamento para emagrecer, diversas dúvidas surgem com relação ao consumo de determinadas substâncias. Por este motivo, nós, do 99fórmulas, criamos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre esse maravilhoso produto.

 

O que é Orlistate?

O Orlistate é um medicamento regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) indicado para o tratamento da obesidade e para pacientes com sobrepeso. Sua fórmula permite que parte da gordura dos alimentos não seja absorvida pelo organismos, sendo assim, um ótimo companheiro na busca pela redução de peso.

Ele age diretamente no sistema digestivo do paciente que o consome e, por isso, é considerado de rápida ação. No entanto, essa composição deve ser utilizada em conjunto com um dieta mais saudável e menos calórica, garantindo até 30% da redução de gordura dos alimentos ingeridos.

 

Quais são os benefícios do Orlistate?

O principal benefício do orlistate é a inibição das lipases gastrointestinais, que absorvem a gordura do que nós ingerimos. Nesse sentido, quando comemos alimentos muito gordurosos, nosso organismo não consegue absorver toda a gordura e a elimina nas fezes.

Dessa forma, o corpo deixa de acumular gordura, promovendo o desejado emagrecimento. Por isso, o orlistate manipulado também é muito utilizado por fisiculturistas, acompanhado de suplementos e outras ajudam a emagrecer e a como turbinar o treino.

No entanto, como todo medicamento, o orlistate é um medicamento que só deve ser consumido segundo prescrição médica, afinal, ele também é responsável por alguns efeitos colaterais e quando consumido em excesso, pode acarretar em graves complicações.

Evitando o acúmulo de gordura no organismo, outros benefícios são promovidos pelo Orlistate. A redução do colesterol e a diminuição do triglicérides são alguns dos mais comuns e, em consequência a esses fatores, o corpo ganha mais energia e disposição para exercícios físicos, além das vantagens que favorecem o sistema cardíaco.

Fatores associados à hipertensão e à diabetes também podem ser notados quando o consumo em pacientes com obesidade é feito a longo prazo. Isso ocorre devido ao melhor controle da pressão arterial e à redução das taxas de gordura no sangue.

Outro fator favorável, do orlistate, em relação aos outros tipos de remédio para emagrecer é o fato de não estar ligado ao sistema nervoso, como boa parte dos antidepressivos. Uma das maiores dúvidas de quem deseja consumir esse tipo de medicamento é se o orlistate vicia e, como uma boa notícia para todos, informamos que não!

Orlistate emagrece mesmo?

Com sua função de inibir a absorção de gorduras e triglicérides pelo organismo, é comprovado que o orlistate emagrece! Especialistas afirmam que o consumo feito de forma correta e com o acompanhamento adequado, em conjunto com um dieta recomendada por um especialista, a perda de peso pode se aproximar dos 10 kg.

Quando tomar Orlistate?

Como dissemos, o Orlistate é um medicamento indicado propriamente para o tratamento da obesidade e do sobrepeso. Por isso, antes de iniciar o tratamento é necessário passar por uma bateria de exames e a indicação de um especialista.

É recomendado, tomar o medicamento sempre antes das refeições, no almoço e no jantar, para otimizar o processo de absorção da gordura dos alimentos. Porém, o efeito do princípio ativo leva um tempo para começar a agir no organismo, não é necessário se preocupar.

 

Quais  são os efeitos colaterais do Orlistate?

Em se tratando de um medicamento que age diretamente no sistema digestivo, causando a absorção de gordura, os efeitos colaterais do Orlistate estão ligados à excreção. Cheiro mais forte, mais volume ou textura desagradáveis são os mais comuns.

Dores abdominais, gases em excesso e cólicas constantes também podem ser notadas com uma frequência maior. Nas mulheres, também são relatados casos de alteração no ciclo menstrual.

 

Quais são as contra indicações do Orlistate?

Infelizmente, o Orlistate também possui algumas contra indicações. Pacientes com problemas renais, no fígado ou nas vias biliares, crianças e mulheres gestantes ou em período de amamentação não devem realizar o tratamento com esse remédio.

O que devo comer enquanto tomo Orlistate?

Como a maioria dos medicamentos para emagrecer, o Orlistate apresenta um efeito muito melhor acompanhado de uma dieta equilibrada e balanceada. Por esse motivo, também há muitas dúvidas sobre o que comer quando tomar Orlistate.

O recomendado é sempre ter o acompanhamento de um nutricionista, para a criação de uma dieta leve e com alimentos sem muita gordura. Vegetais e frutas podem ser abusados durantes as refeições, assim como carne magra e versões lights de queijos, iogurtes e outros derivados do leite.

Doces, refrigerantes e sorvetes devem ser evitados, tanto quanto bebidas alcoólicas. E claro, consumir a quantidade de água ideal por água para se manter hidratado também é fundamental durante o tratamento, já que nos primeiros dias, a diarréia é um dos efeitos colaterais do Orlistate.

 

Posso tomar o Orlistate manipulado?

É claro! Os medicamentos manipulados são umas das melhores formas de tratar o emagrecimento e promover a perda de peso. Uma das suas vantagens é garantir a dosagem adequada do Orlistate, de acordo com a sua recomendação médica e sem causar danos à saúde.

Mas, lembre-se: antes de comprar Orlistate é essencial garantir que o remédio é imprescindível no seu tratamento e elaborar uma nova dieta. Dessa forma, seus objetivos serão alcançados e sua vida será muito mais saudável.