Você usa protetor solar diariamente?
Por diversas vezes, muitos casos de câncer de pele estão associados a exposição inadequada ao sol. Entretanto, ele é fundamental para a saúde e o funcionamento do corpo.
Para evitar problemas futuros causados pela exposição ao sol – principalmente aos raios UVA e UVB – é primordial o uso correto do protetor solar.
Pensando nisso, para te ajudar nessa tarefa diária e essencial, o 99fórmulas conversou com a dermatologista Dra Paula Sukuzi para esclarecer algumas dúvidas.
A seguir, confira informações importantes para tirar proveito de todos os benefícios do sol, sem correr riscos.

 

Protetor solar manipulado ou industrializado?

Antes de tudo, é uma questão de escolha, um não anula a eficácia do outro.
Se você manipular um protetor solar na mesma fórmula de um protetor solar industrializado, logo, ele protegerá a sua pele de igual para igual.
Primeiramente, a escolha do protetor solar, seja ele manipulado ou industrializado está associada ao perfil clínico de cada paciente entre outros fatores, como prazo de validade e preço.
Por esse motivo, é essencial encontrar um dermatologista e uma farmácia de manipulação de confiança.

Personalização

Os protetores solares comprados em farmácias são desenvolvidos em grande quantidade, ou seja, abrangem uma grande fatia de mercado e não apenas para atender necessidades de determinados tipos de pele.
A principal vantagem do protetor solar manipulado em relação ao industrializado é que como o segundo é feito em pequena escala.
Essa versão pode ser mais criteriosa e utilizar ativos e concentrações direcionados para cada paciente.
Dessa maneira, o dermatologista pode prescrever uma fórmula adequada e específica para cada tipo de pele.
Logo, os manipulados conseguem atender com maior precisão às expectativas do paciente.
Além disso, o paciente poderá comprar o protetor solar manipulado na quantidade que desejar e da maneira que mais lhe agradar, por exemplo: oil free – não oleoso, gel ou creme.

Economia

Na manipulação não há sobras. O medicamento é prescrito na quantidade e na dosagem exatas. Por isso, paga-se somente pelo que vai utilizar.
Por esse motivo, os preços dos medicamentos manipulados podem ser até 85% mais baratos que os industrializados
Os filtros solares industrializados, por terem gastos com propagandas, embalagens caras e nomes fantasia, naturalmente, têm um custo maior.
Outra vantagem é que os filtro manipulado permite que sejam acrescentados ativos hidratantes, antiaging, anti-acne em sua fórmula, de acordo com a prescrição do dermatologista.

Como escolher

Escolher o filtro solar específico para sua pele, com características que se encaixem no seu biotipo cutâneo, é ideal, pois cada uma possui uma necessidade e merece os devidos cuidados.
Como dito anteriormente, os manipulados permitem que diversas versões sejam feitas, de acordo com a preferência e adaptação do paciente e seu tipo de pele.
Por exemplo, para uma pele de alguém que é fumante e precisa de mais nutrientes ou um paciente que necessita de cuidados com acne e necessita de mais tensores e menor hidratação, terão fórmulas adequadas para si.
No casos de acne, normalmente oleosa, a melhor opção é um filtro oil free – não oleoso ou gel.
Em casos de pele seca, o indicado é usar um filtro com ativo hidratante.

Ingredientes

É importante ressaltar que o dermatologista deve saber associar ativos e prever a sua compatibilidade, a fim de evitar tensores do chamado efeito cinderela, como tensine e raffermine, que quando ligados ao dermorelaxante argilerine, são ativos que competem entre si na mesma formulação, por exemplo.

 

Prazo de validade

As versões de protetores solares manipulados podem conter um maior leque de princípios ativos em sua formulação.
Normalmente, os manipulados têm uma vida útil curta, pois normalmente, são produzidos com conservantes naturais. A duração dos protetores manipulados é de cerca de um mês.
Já os industrializados, devido ao investimento no desenvolvimento de um produto, utilizam ativos que possam sobreviver no mercado por no mínimo dois ou três anos, esse também é um dos fatores que também encarecem o produto.

 

Número do fator não garante proteção!

Protetores solares manipulados com FPS (Fator de Proteção Solar) altos utilizam três tipos de filtros solares:

  • Químicos: que absorvem a radiação;
  • Físicos: que refletem a radiação;
  • Químicos: que apresentam duplo comportamento, absorvendo e refletindo a radiação.

Quanto maior o FPS, mais tempo é possível ficar ao sol sem danificar a pele.
Mas atenção: usar um protetor solar com FPS 70, por exemplo, não significa que o produto vai proteger mais que o dobro do tempo que um similar ao FPS 30.
Portanto, não se iluda! De nada adianta passar protetor solar e ficar exposto ao sol nos períodos de intensos raios ultravioletas.
O protetor solar deve ser reaplicado a cada 2 horas!
É importante ressaltar que antes de manipular um protetor solar, é necessário descobrir qual o fator de proteção solar ideal para sua cor de pele. Saiba como clicando aqui.

Importante!

Há sempre uma dúvida na hora de adquirir um protetor ou um bloqueador solar, pois surge a pergunta: Eles não são o mesmo produto? A resposta é: não!
O protetor solar contém componentes químicos, protegendo da absorção da radiação ultravioleta, impedindo os danos causados pela radiação na pele;
Já o bloqueador solar, contém substâncias opacas que refletem a luz, impedindo que as radiações atinjam a pele, como, por exemplo, o dióxido de titânio e óxido de zinco.
Por consequência disso, a pele do paciente pode ficar com aparência mais esbranquiçada.

 

E base com protetor solar, protege?

A base se tornou um item indispensável na hora da maquiagem. A pele fica menos oleosa, dependendo do cosmético, e deixa a maquiagem bem mais uniforme.
De modo geral, a base tem efeitos corretores e muitos outros. Dentre eles, estão:

  • Cobre manchas na pele causada por espinhas e outros;
  • Esconde marcas de olheiras ou bolsas;
  • Corrige imperfeições da pele no geral;
  • Unificação da pele;
  • Protege contra a poluição, vento, luz e raios UV;
  • Evita o envelhecimento da pele de forma precoce.

A base com fator de proteção pode ter a mesma eficácia que um produto contra os raios UVA e UVB comuns.
Por isso, se a exposição ao sol for por um longo período de tempo, basta adquirir uma base com fator de proteção acima de 30 e repassa-lo a cada 4 horas diárias.
A base com protetor solar é procurada por quem deseja um resultado mais natural na pele, sem muita artificialidade que pode ser causada pelas bases normais.
Até os homens podem usar base com protetor solar!
Antes de saber qual base comprar, ainda mais se ela vier com fator de proteção, é descobrir o seu tipo de pele para que outros danos não venham à tona.
Consulte um dermatologista ou qualquer especialista em pele para tratar do assunto e comprar a base ideal para você.

Atenção extra na aplicação do protetor solar com cor!

Na hora de aplicar o protetor solar com cor, no entanto, é preciso ter alguns cuidados extras.
Primeiramente, lembre-se que a base com protetor solar não é uma base comum, logo, deve ser aplicado uniformemente em todo o rosto e corpo.
Tome cuidado para não errar na tonalidade e deixar a pele com uma cor diferente em determinadas partes do corpo.

 

Crianças e idosos podem usar protetor solar?

Sim. A partir dos seis meses de idade.
Deve-se usar apenas filtros físicos e um creme hipoalergênico específico para peles sensíveis como a dos bebês.
Todavia, o indicado é que crianças abaixo de dois anos de idade não sejam expostas ao sol da praia.
Em idosos, devido a perda da elasticidade, devem optar por filtros com hidratante prescrito por um dermatologista.

Tomar  sol pode ser prazeroso, mas fique mais atento aos períodos de fortes raios solares e use protetor solar!

Deseja fazer o seu protetor solar manipulado e recebê-lo em casa?

Faça sua cotação agora clicando aqui.