Category

Saúde

As vantagens do hidroxitirosol, o peeling em cápsulas

Se você busca tratamentos para pele que sejam menos invasivos, o hidroxitirosol é sem dúvidas, um dos produtos mais potentes.

Os peelings químicos são importantes aliados nos cuidados estéticos e trazem bons resultados nos tratamentos, mas seus efeitos colaterais e desconfortos também são muito importantes e devemos estar atentos a eles.
Por isso, o tratamento de peeling através de cápsulas se torna uma alternativa para quem quer manter a jovialidade da pele, mas sem se submeter a procedimentos invasivos e agressivos.

Mas e se você pudesse ter todos os resultados do peeling químico, mas sem agredir a sua pele? Isso já é possível, graças ao uso do hidroxitirosol manipulado, mais como peeling em cápsulas.
Ficou curiosa? No post de hoje, a equipe do 99fórmulas conversou com o dermatologista Gabriel Sampaio para falar sobre esse composto inovador, que pode chegar aos mesmos resultados de um peeling químico por meio da ingestão diária de uma cápsula. Confira!

 

O que é hidroxitirosol?

Como dito anteriormente, o peeling químico é um procedimento bastante utilizado no tratamento de rugas, manchas, flacidez e outros problemas estéticos que surgem em decorrência do envelhecimento da pele.
Porém, todos aqueles que se submeteram a esse tipo de tratamento, sabem que embora ele possa trazer bons resultados, após a sua aplicação, o peeling químico também pode causar alguns desconfortos como dor, vermelhidão, irritação e inchaço local , além de necessitar de diversos cuidados pós-procedimento para os pacientes.

Segundo o dermatologista Gabriel Sampaio: “O hidroxitirosol é um conjunto de polifenóis, geralmente extraído da oliva, que possui excelentes propriedades antioxidantes”. Segundo o dermatologista, o hidroxitirosol atua também como coadjuvante no clareamento da pele: “Esse resultado acontece através do combate aos radicais livres e o estresse oxidativo da pele”, completa.

Esse ativo natural e orgânico que contribui para a uniformização da pele, renovação celular e produção de colágeno e elastina é essencial para quem deseja uma pele macia, iluminada e sem marcas indesejadas. O hidroxitirosol manipulado é um importante aliado para aqueles que desejam transformar a pele de dentro para fora, pois é um ativo 100% natural.

Por isso, o hidroxitirosol manipulado proporciona um peeling sem os desconfortos ou contraindicações dos métodos tradicionais, ajudando a derme a produzir mais colágeno e elastina, potencializando a renovação celular e trazendo uniformidade, redensificação, iluminação, maciez e suavidade.

 

Em que situação o uso do hidroxitirosol é indicado?

Gabriel Sampaio indica a utilização do produto em casos de melasmas ou hipercromia na pele: “Em geral, considerando que o melasma é uma doença crônica e o paciente portador desta doença dermatológica precisará sempre manter um tratamento de prevenção,  afirma o dermatologista. “A suspensão do hidroxitirosol associado a fatores desencadeastes (como a exposição solar), a recidiva da mancha pode ocorrer”, completa.

 

Como o hidroxitirosol transforma a pele de dentro para fora?

O hidroxitirosol manipulado é produzido de maneira sustentável e diferenciada. Desde o clima da região até a maturação e processo de secagem da oliva, o processo é feito de forma que a sua eficiência possa ser obtida. E é justamente a atividade antioxidante desta substância, ainda mais potente do que a Vitamina C e E, que estimula a produção de colágeno e elastina, além de ajudar a combater a hiperpigmentação e a hiperqueratinização.

 

Quais as principais ações do hidroxitirosol manipulado?

O hidroxitirosol manipulado pode ser utilizado em todos os tipos de pele com os seguintes benefícios:

  • Ação antioxidante: a atividade antioxidante é uma das mais altas entre os polifenóis, superando até mesmo os efeitos das vitaminas C e E;
  • Uniformização do tom da pele: o hidroxitirosol diminui a pigmentação por retardar as reações oxidativas envolvidas na melanogênese;
  • Maciez e suavidade: o uso contínuo estimula a renovação celular, resultando em uma melhora na textura da pele;
  • Proteção contra raios UVA: através da ação anti-inflamatória e antioxidante, é um importante aliado na proteção contra os danos oxidativos provocados pela radiação UVA que induz graves danos na pele através da
    geração de espécies reativas de oxigênio e a diminuição dos sistemas antioxidantes endógenos;
  • Prevenção e redução de acne: por ser um poderoso antioxidante com uma das melhores atividades entre os polifenóis, o hidroxitirosol manipulado protege fibroblastos e estimula sua duplicação (Mitose).

Lembrando que, ainda por sua ação antioxidante, ele também contribui para a prevenção e redução da hiperpigmentação pós-inflamatória.

 

Benefícios do hidroxitirosol

  • Estimula a renovação celular com efeito peeling;
  • Contribui para uniformizar o tom da pele;
  • Proteção contra radiação ultravioleta;
  • Colabora para estimular a produção de colágeno e elastina;
  • Potente antioxidante;
  • Favorece a diminuição da irritação pós-tratamentos estéticos;
  • Pode ser utilizado em todos os tipos de pele;
  • Potencializa os resultados de muitas fórmulas;
  • Pode ser utilizado por todos os fototipos cutâneos;
  • Apresenta boa adesão ao tratamento;
  • Não causa desconforto cutâneo;
  • Dispensa cuidados pós-procedimento;
  • Apresenta segurança de uso;
  • Não causa efeitos colaterais ou outras complicações.

Como acontece a atuação do hidroxitirosol?

O envelhecimento celular ocasionado pela produção excessiva de radicais livres promove alterações e perdas no colágeno e na elastina da pele, deixando-a flácida e com aspecto envelhecido e pouco saudável.
Para recuperar o aspecto jovem e saudável da pele, a fórmula manipulada do hidroxitirosol atua basicamente sobre 4 aspectos: colágeno, elastina, melanina e descamação.

Além disso, o seu uso pode aumentar o tempo de vida e melhora a expressão genética dos fibroblastos, células presentes na derme, e que são responsáveis pela produção de colágeno, substância fundamental para a qualidade da pele.
Associado a vitamina E e a queratina, o seu uso contínuo contribui para melhorar a elasticidade cutânea, estimulando a produção de colágeno e elastina, evitando perdas e alterações funcionais na elastina dérmica.

A conhecida capacidade antioxidante do hidroxitirosol manipulado atua sobre a produção descontrolada de melanina, reduzindo a hiperpigmentação cutânea, principal causadora das manchas na pele. Assim, como dito anteriormente, o seu consumo promove a melhora na uniformidade no tom da pele.

Por fim, os polifenóis presentes no produto estimulam a renovação celular e modulam a taxa de crescimento da apoptose de queratinócitos, contribuindo para a normalização da descamação da pele.

 

O hidroxitirosol pode ser manipulado com outras fórmulas?

Sim, segundo Gabriel Sampaio: “Pode ser feito uso concomitante do produto aos clareadores tópicos, assim como estimulamos essa combinação para melhores resultados”, afirma o dermatologista.

 

Posso usar o hidroxitirosol mesmo fazendo procedimentos estéticos a laser?

Sim, Gabriel indica o uso: “Tanto no pós peeling químico como pós laser, o  hidroxitirosol manipulado será útil tanto na recuperação do procedimento como na prevenção da hipercromia pós inflamatória, ou seja, no escurecimento da mancha como rebote indesejado do tratamento.

 

O hidroxitirosol possui contraindicações?

Embora seja um produto natural, o dermatologista recomenda que alguns grupos não façam o uso do hidroxitirosol manipulado: “Em casos de gestantes, lactantes e menores de 18 anos, o uso do produto não deve ocorrer sem indicação médica”, afirma. É importante ressaltar que ele também é contra indicado em pacientes que tenham apresentado hipersensibilidade anterior a mesma composição.

 

O hidroxitirosol pode ser encontrado nas principais farmácias de manipulação. No 99fórmulas,você encontra as melhores opções de orçamento online para a sua receita!

Clique aqui e faça a sua cotação!

Melatonina: conheça o hormônio do sono

Sabe quando anoitece e o sono começa a se manifestar? Pois este é o sinal de que a melatonina está sendo liberada a fim de preparar o organismo para o período noturno.
Conhecido como hormônio do sono, é produzido pela glândula pineal, localizada na região central do cérebro. A substância é responsável pelo controle dos ciclos de sono e vigilância.

Além disso, a melatonina trabalha na regulação do metabolismo ao longo do dia. Isso porque, durante o dia, o hormônio é produzido de forma mais lenta e faz com que as pessoas fiquem mais despertas. Uma leve exposição à luz durante a noite e ao escuro quando está claro pode alterar o ritmo dessa produção.

Funcionamento da melatonina natural

O nome desse ciclo é ritmo circadiano, nosso relógio interno de 24 horas. Ele controla os processos biológicos do organismo ao longo de um dia inteiro (temperatura corporal, secreção de hormônios, pressão arterial).
Nesse sentido, desempenha um importante papel na definição de quando vamos dormir e acordar.
A produção começa a se elevar ao entardecer e atinge seu pico entre 23h e 3h. Em seguida, os níveis de melatonina caem e preparam o organismo para acordar. Assim, entre 8h e 9h, estão em grau mínimo.

 

Melatonina sintética

Sua ação para induzir o sono fez com que as indústrias farmacêuticas criassem uma versão sintética. Ela funciona como uma alternativa mais barata e com menos efeitos colaterais do que os medicamentos mais comuns. A melatonina artificial foi criada em laboratório como uma potencial forma de tratar insônia, mas não ajuda nesse sentido.

“A melatonina sintética funciona como um indutor de sono no organismo, proporcionando uma noite mais relaxada, resultando em maior descanso para o dia seguinte”, afirma a farmacêutica Kelly Brandão. “Embora apresente resultados que contribuem para maior qualidade do sono, não se pode afirmar que essa substância é eficaz contra a insônia”, completa.

A melatonina sintética apresenta dois efeitos: ajudar na indução do sono e na sua manutenção durante a noite. O produto também ajuda a regular o sono de trabalhadores noturnos que precisam dormir de dia.

 

A melatonina é uma ‘substância milagrosa’?

Como, no início, o hormônio do sono era vendido como um suplemento alimentar ao invés de medicamento, a falta de fiscalização gerou diversos problemas. Entre eles, por exemplo, contaminação de amostras e comprimidos com doses excessivas. Tempos depois, começou a ser vista como uma substância milagrosa.
Por conta dos abusos, muitos países passaram a tratar a melatonina como droga, exigindo estudos científicos sobre sua eficácia e segurança.
Enquanto a melatonina é amplamente vendida nos Estados Unidos como suplemento, no Brasil a venda é proibida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Isso porque, segundo a empresa, nenhuma organização brasileira entrou com processo solicitando registro e autorização para comercializar o produto.
No entanto, a versão sintética do hormônio pode ser importada, caso o paciente tenha uma receita médica, ou encontrada em farmácias de manipulação.

“É um medicamento seguro e é utilizado, inclusive, por crianças. A eficiência da melatonina é maior durante o chamado sono rei, período em que o corpo está mais relaxado. Se tomado, pelo menos, 30 minutos antes de dormir, proporciona um sono agradável e controlado”, revela Kelly.

 

Para quem a melatonina sintética é indicada?

Como é relacionado ao ciclo do sono, o hormônio sintético é indicado para pessoas que têm dificuldade para começar a dormir, manter o sono ou ter um descanso de qualidade durante a noite.
Nesse caso, as seguintes pessoas estão incluídas:

  • Idosos, pois costumam ter uma produção de melatonina mais baixa;
  • Pessoas que trabalham à noite e precisam dormir durante o dia;
  • Pessoas que só conseguem dormir e acordar mais tarde (vespertinos);
  • Viajantes que precisam se recuperar do jetlag ou querem prevenir o problema;
  • Pessoas com algum grau de cegueira, que têm dificuldade em produzir o hormônio por conta da má percepção da luminosidade.

A melatonina sintética pode ser encontrada em dosagens de 1 mg a 10 mg. Essas doses são bem maiores do que a liberada naturalmente pelo organismo, que varia de 0,3 a 0,5 mg por dia. Por isso, é fundamental seguir uma indicação médica ao consumi-la.
A indicação do tamanho da dose vai variar de acordo com o paciente. Pode começar com 1 mg 30 minutos antes de dormir e aumentar progressivamente, ou então utilizar uma quantidade maior já desde o início.
O hormônio pode ser encontrado em forma de comprimido, spray nasal, cápsulas ou gotas. A maneira de administrar e o horário de uso dependem da indicação médica.

 

Efeitos colaterais

Existe uma baixa incidência de efeitos colaterais da melatonina. Mas, quando ocorrem, a causa, em geral, é a utilização de doses elevadas ou presença de substâncias ocultas na fórmula.

“Como todo medicamento, a melatonina também causa alguns efeitos colaterais no organismo, mas nada grave ou que cause preocupação”, confirma Kelly.

Entre os principais efeitos que podem ser citados estão, por exemplo, dor de cabeça, sono fragmentado, pesadelos, tontura, náuseas, sonolência durante o dia e sensação de estar dopado.

Outras indicações de uso do hormônio do sono

Além da indução do sono, a melatonina já é utilizada em outras frentes, de forma coadjuvante e ainda em estudo. São elas:

  • Tratamento de enxaqueca: em alguns tipos de enxaqueca, ligados ao sono ou a distúrbios no ritmo biológico, a substância pode ser eficiente para resolver o problema;
  • Câncer: pois reforça a imunidade, ajuda a destruir células tumorais e, por isso, vira coadjuvante no tratamento de alguns quadros da doença;
  • Autismo: a maioria das crianças que possuem a condição produz pouca melatonina. Dessa forma, tem um sono inadequado que causa impacto no comportamento;
  • Síndrome dos ovários policísticos: a melatonina influencia na ação de muitos hormônios do corpo, inclusive os que estão relacionados a essa doença. Portanto, pode trazer benefícios para o tratamento;
  • Amenizar cólicas em bebês: como os bebês possuem uma glândula pineal imatura, que não produz o hormônio, especialistas estudam se a melatonina sintética ajudaria nesse caso. Mas, ainda não há conclusões;
  • Tratamento para calvície e queda de cabelo: estudos têm mostrado que o uso tópico da melatonina pode ajudar a combater a alopecia androgenética em estágio inicial.

Dúvida: melatonina ajuda a emagrecer?

Endocrinologistas costumam dizer que o sono tem um papel importante no emagrecimento. No entanto, não é possível associar o uso da melatonina em si ajuda nesse processo. Durante um sono de qualidade, o corpo regula os hormônios relacionados à saciedade (a grelina e a leptina).
Em contrapartida, quando se dorme pouco ou tem sono de baixa qualidade, esses hormônios atuam de forma ruim, fazendo com que a pessoa coma mais até conseguir se sentir satisfeita. Ou seja, quem dorme melhor consegue controlar o peso de forma mais eficiente. A melatonina, portanto, é uma aliada nesse processo e não um agente emagrecedor.

Para ter uma vida mais saudável e atingir o corpo desejado, muitas pessoas estão à procura pelo melhor remédio manipulado para emagrecer, mas com tantas opções no mercado, fica difícil saber qual o melhor. Quer descobrir quais são os 10 top melhores remédios para emagrecer? Clique aqui e descubra.

insônia se tornou um problema de saúde pública, devido ao grande número de pessoas atingidas e às suas repercussões. Mas, você sabia que os florais também são importantes aliados no combate desse mal? Confira nosso artigo completo sobre o assunto descubra como usar os florais para combater a insônia.

No blog do 99fórmulas, você sempre fica atualizado sobre as novidades para a sua saúde e tem várias dicas de estética e beleza. Continue ligado!

Homeopatia para emagrecer: como funciona

Você sabia que a homeopatia pode te ajudar a emagrecer?

Sabemos que o processo de perda de peso não é fácil. Ele exige mudanças na rotina, incluindo atividades físicas regulares e uma alimentação mais saudável e em muitos casos, algumas pessoas não conseguem atingir seus objetivos, já que esse processo exige alguns sacrifícios.
Porém, é possível emagrecer equilibrando o seu organismo com o auxílio do tratamento alternativo da homeopatia.
Segundo o nutrólogo Emanuel Vieira: “A homeopatia é um tipo de tratamento auxiliar, que atua de maneiras específicas em cada paciente. Muitas vezes a dificuldade de perder peso não está ligada diretamente ao consumo excessivo de alimentos, mas sim a desequilíbrios no próprio organismo.”

 

Como a homeopatia ajuda no emagrecimento?

Primeiramente, vamos entender como surgiu a homeopatia no tratamento de perda de peso. Inventado no século XVI, esse tratamento alternativo visa não somente sintomas, mas tudo o que está em mal funcionamento em seu corpo, com o objetivo de equilibrar o que está em desequilíbrio, resultando assim, a perda de peso.
“O aumento de peso pode estar relacionado a problemas tanto de ordem sentimental quanto psicológica, o que exige o uso de homeopatia para emagrecer”, diz Emanuel.
A função da homeopatia é diminuir o impacto de fatores desfavoráveis no processo de perda de peso. Uma vez que você inicia o tratamento com a homeopatia, o médico fará a análise completo do seu quadro clínico para saber se você está abalado emocionalmente, ou seja, você terá um tratamento personalizado.
“Se o paciente estiver acima do peso e decidir fazer uso de um remédio para emagrecer, por exemplo, no caso de um tratamento homeopático, o médico vai procurar saber as razões que estão causando o sobrepeso, a partir de então, trataria a raiz do problema, o todo, receitando uma homeopatia para emagrecer”, completa o nutricionista.

 

A homeopatia para emagrecer é eficaz?

Sim. Segundo Emanuel: “A homeopatia trabalha de forma indireta no emagrecimento. Porém, é importante ressaltar que ela apresenta um resultado eficaz quando associada a exercícios físicos e dieta regulada, ou seja, equilíbrio do organismo.”
O nutricionista completa dizendo que “O tratamento consiste em olhar o paciente com individualidade, entendendo sua história de vida e hábitos. Quando o organismo volta a funcionar de maneira adequada, acontece o emagrecimento.”

 

Como funciona a homeopatia para emagrecer?

A homeopatia possibilita a produção de remédios de acordo com as particularidades de pessoas acima do peso, logo, é fundamental que as dosagens indicadas pelo médico sejam compatíveis com as suas características metabólicas.
Os medicamentos homeopáticos são uma alternativa para quem quer emagrecer. Com eles, é possível encontrar o equilíbrio físico, mental e emocional.
As fórmulas ainda aumentam a disposição, ajudam a diminuir inchaços e melhoram a performance do metabolismo, o que resulta na perda de peso.
Em situações nas quais o paciente sofre com problemas psicológicos (ansiedade, por exemplo), o tratamento homeopático pode contribuir no processo de equilíbrio emocional, ou seja, será tratada a raiz do problema.
Nesse momento, a homeopatia passa a ser uma alternativa para combater o sintoma e reequilibrar a saúde do paciente.
Além disso, os medicamentos usados na homeopatia são compostos por substâncias extremamente diluídas. Dessa maneira, as propriedades nocivas são neutralizadas e seu poder curativo é fortificado.

Aproveite e descubra como combater a insônia com florais.

 

Fases do emagrecimento com homeopatia

Se você deseja emagrecer através do tratamento com homeopatia, saiba que esse processo é dividido em duas fases:

  • Primeira fase: É feito um processo chamado de “drenagem” ou seja, o seu corpo elimina toxinas e resíduos indesejáveis presentes no organismo.
  • Segunda fase: Nessa fase, o uso da homeopatia deve ser associado a uma dieta baixa em calorias, gordura saturada, trans e rica em fibras (legumes, frutas e cereais integrais), além de exercícios físicos.

Nas duas fases de tratamento de homeopatia para emagrecer, seu médico deve se basear em suas necessidades específicas.

 

Tratamentos homeopáticos para pessoas obesas

Em casos de pacientes obesos, a homeopatia para emagrecer é utilizada em situações em que o paciente engorda porque tem distúrbios alimentares compulsivos, normalmente ocasionados por altos níveis de stress e também por crises de ansiedade.
Nesse caso, a homeopatia atuará de maneira com que o paciente fique menos ansioso e, dessa forma, ele comerá com menor frequência.
Porém, como dito anteriormente, em todos os casos, além da homeopatia para emagrecer, é recomendado a prática de exercícios físicos regulares, juntamente com uma alimentação balanceada, pois tudo isso melhora a qualidade de vida e ajuda a manter a boa forma.
“É importante que o paciente com problemas emocionais e psicológicos não ceda ao sedentarismo. Sair de casa, fazer programas ao ar livre e se exercitar são ações que contribuem para aliviar a tensão, além de contribuir no processo de emagrecimento e eficácia da homeopatia”, diz Emanuel.

 

Remédios de homeopatia para emagrecer

Confira abaixo alguns remédios utilizados na homeopatia no processo de emagrecimento:

 

  • Fucus Vesicelosus

O Fucus é um medicamento benéfico para obesidade e pessoas com excesso de peso. Isso ajuda a melhorar a digestão e o alívio da constipação. Esse remédio pode estimular a produção de hormônios da tireoide, o que interfere no funcionamento do metabolismo, ocasionando a perda de peso.

 

  • Iodum

Assim como o Fucus, o Iodum auxilia no controle de peso para pacientes que lidam com desequilíbrios referentes ao hormônio da tireoide. O Iodo contribui no controle do apetite, um dos principais fatores responsáveis pelos casos de obesidade.

 

  • Antimonium Crudum

Esse remédio é recomendado para pacientes que sofrem com metabolismo lento. Ele auxilia no funcionamento metabólico, assim acelerando a digestão e eliminação de toxinas. O Antimonium Crudum também é indicado para o tratamento de crianças obesas.

 

  • Calcarea Carbonica

Esse remédio é indicado para pessoas que lidam com compulsão alimentar e comem excessivamente, além de pacientes que sofrem com flacidez.

 

  • Lycopodium

É recomendado para pacientes que sofrem com excesso de peso causado pelo hipotireoidismo. O Lycopodium é indicado em casos de problemas gástricos e hepáticos, o que leva a constipação e flatulência. Ele também é usado em situações em que as áreas das coxas e nádegas têm excesso de gordura.

 

  • Kali Carbonicum

É indicado para pessoas obesas e que possuem temperatura corporal baixa, ocasionando dores crônicas nas costas. Esse remédio é muito indicado para pessoas obesas que lidam com metabolismo lento.

Fique atento!

Em casos de excesso de peso por razões hormonais ou genéticas, o ideal é que o paciente procure outro tipo de tratamento, por isso, sempre consulte um médico.

 

Efeitos colaterais da homeopatia

Diferente dos remédios alopáticos, a homeopatia não causa efeitos colaterais no organismo ou mesmo dependência química. Entretanto, isso não descarta o uso consciente de seus compostos, além do acompanhamento médico. Não faça tratamento com homeopatia apenas por indicação.
É fundamental que os remédios sejam recomendados por um médico reconheça as deficiências dos casos particulares.
“Se acompanhada de um profissional capacitado e hábitos saudáveis, a homeopatia ajuda a alcançar objetivos, mas não é milagroso”, lembra o nutricionista Emanuel Vieira.

 

Acompanhamento médico

Como dito anteriormente, não se submeta a um tratamento de homeopatia para emagrecer sem o acompanhamento de um médico.
A homeopatia é feita de acordo com as particularidades de cada pessoa, logo, é fundamental que as dosagens indicadas pelo médico sejam compatíveis com as suas características metabólicas.

Quer saber como manipular o seu medicamento? Conheça o jeito mais rápido e fácil de comprar no 99fórmulas!

Março Azul Marinho: como prevenir o câncer colorretal

Bem como o Outubro Rosa, que estimula a participação da população no controle e prevenção do câncer de mama, o Novembro Azul, o movimento de combate ao câncer de próstata, existe também o Março Azul Marinho.

 

Você sabe o que é o Março Azul Marinho?

O movimento Março Azul Marinho foi criado com a finalidade de conscientizar a população a respeito do câncer colorretal ou câncer de cólon.
Segundo o médico urologista Odilon Negrão, o câncer colorretal é a quarta principal causa de morte por câncer. “Apesar do câncer colorretal ocorrer em qualquer idade, a maior parte das pessoas atingidas possui entre 50 e 60 anos”, explica o médico. “A conscientização sobre fatores de risco do câncer colorretal contribuem para diminuir o número de novos casos”, completa.
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), nos anos de 2018 e 2019, estima-se que sejam diagnosticados 36.360 novos casos de câncer colorretal.

Pensando nisso, a equipe do 99fórmulas separou algumas informações importantes sobre essa campanha tão importante. Entenda mais sobre a campanha e a doença no texto a seguir.

 

O que significa o Março Azul Marinho?

O principal propósito da campanha Março Azul Marinho é informar e educar a população sobre o câncer colorretal por meio da conscientização.
O Março Azul Marinho foi criado através de uma uma parceria do entre o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP).
Por meio dessa campanha, a população tem a oportunidade em conhecer melhor essa doença e aprender as maneiras de se prevenir corretamente, diminuindo o risco de desenvolvê-la, consequentemente.
Segundo dados da American Cancer Society (Sociedade Americana do Câncer), em 2019, o risco de morte por câncer colorretal é de aproximadamente 1 em 22 (4.49%), em homens, e 1 em 24 (4.15%), em mulheres.

 

Qual o propósito do Março Azul Marinho?

Quando diagnosticado precocemente, o câncer colorretal apresenta taxas de sobrevida em torno de 5 anos, dessa maneira, as chances de expectativa de vida do paciente são maiores.
A fim de informar a população sobre a doença, seus sintomas e o que fazer em caso de suspeita e consequentemente, fazer com que essas pessoas descubram precocemente a doença, foi criada a campanha Março Azul Marinho.

 

Você sabe o que é o câncer colorretal?

Agora que você já sabe o que é o Março Azul Marinho, você precisa entender o que é o câncer colorretal.
Ele é um tipo de tumor que abrange tumores que acometem um segmento do intestino grosso (o cólon) e o reto.
Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.
Os sintomas costumam surgir em estágios avançados da doença, por isso, a detecção precoce nem sempre é possível.
Dentre as suas possíveis causas, especula-se que dietas ricas em bebidas alcoólicas, carne vermelhas, embutidos e carnes processadas aumentam a probabilidade de desenvolvimento do câncer colorretal. Esse risco maior também é presente em pacientes obesos ou acima do peso.
Assim sendo, é muito importante estar atento às alterações intestinais. Elas podem ser um indício da presença de um pólipo no intestino.

 

Quais os principais sintomas do câncer colorretal?

Primeiramente, é importante lembrar que o câncer colorretal normalmente não manifesta sinais e sintomas nas fases iniciais. Os sintomas mais evidentes de câncer colorretal normalmente aparecem em estágios avançados.
Para descobrir o câncer colorretal em uma fase inicial é essencial para começar o tratamento o mais cedo possível.
Portanto, fique atento a qualquer um desses sintomas:

  • Anemia;
  • Fraqueza;
  • Cólica abdominal;
  • Sangramento pelo ânus;
  • Presença de pólipos no intestino;
  • Emagrecimento;
  • Sensação de evacuação incompleta.
  • Constipação ou diarreia sem explicação;

 

Como é feito o diagnóstico do câncer colorretal?

Existem vários exames que podem indicar a presença de pólipos ou mesmo diagnosticar um tumor no cólon e/ou reto. São eles:

  • Exame de toque retal

O exame de toque retal é realizado por um médico urologista, que analisa possíveis alterações na próstata que podem ser indicativos de câncer de próstata ou hiperplasia benigna da próstata.
Também é um exame importante para avaliar alterações do reto e do ânus, pelo coloproctologista, como fissura anal, hemorroidas ou nódulos.
Além disso, o toque retal pode também ser feito no exame ginecológico de rotina em mulheres, pois ajuda a detectar problemas no canal vaginal ou útero, por exemplo.
Apesar de ainda ser um tabu para muitos pacientes homens, o exame de toque retal é rápido e indolor, realizado em consultório médico, não interfere na sexualidade e nem causa dor, no entanto pode causar algum desconforto caso a pessoa tenha fissuras anais ou uma infecção retal.

  • Pesquisa de sangue nas fezes

A presença de sangue no bolo fecal pode ser um indicativo de feridas no intestino.
Por esse motivo, o exame de sangue oculto nas fezes é realizado em laboratório e que serve para detectar a presença de quantidades muito pequenas de sangue nas fezes, que normalmente, são invisíveis a olho nu.
Para a realização do exame, são necessárias 3 amostras de fezes consecutivas e é importante ressaltar algumas observações:

– Frutas cítricas e carnes vermelhas não devem ser consumidas por pelo menos 3 dias antes do exame e medicamentos AAS (que possuem ácido acetilsalicílico na fórmula);

– Anti-inflamatórios também não devem ser tomados por pelo menos 7 dias antes do exame.

  • Retossigmoidoscopia

Este exame consiste em um exame endoscópico, realizado com um tubo flexível pelo ânus que permite a visualização do reto e de parte do cólon.
No caso da retossigmoidoscopia rígida, é utilizado um tubo rígido com 25cm de comprimento. Para a retossigmoidoscopia flexível, é usado um aparelho flexível de fibra ótica de 70cm.
Caso seja encontrada alguma lesão, como um pólipo, por exemplo, o mesmo deve ser retirado ou a lesão deverá passar por uma biópsia.
Esse exame alcança apenas parte do cólon, não podendo analisar o órgão por inteiro. Por esse motivo, pode não ser tão eficaz para o diagnóstico do câncer colorretal.

  • Enema opaco com duplo contraste

O enema opaco é um exame que se utiliza de contraste e raio-X para gerar imagens de dentro do intestino. O contraste, normalmente feito com sulfato de bário, é introduzido através do ânus, para que o exame radiológico permita mostrar áreas anormais.
O exame dura cerca de 40 minutos e permite a visualização de todo o cólon e reto, mas não permite biópsias, fazendo com que, em casos de suspeita, a colonoscopia seja mais indicada.

  • Colonoscopia

A colonoscopia é realizada através da introdução de um aparelho de fibra ótica longo (180cm) com uma câmera na ponta pelo ânus, permitindo a visualização do reto e de todo o cólon.
O equipamento de colonoscopia permite a inserção de instrumentos especiais para remoção de pólipos ou biópsias. Esse exame é feito com sedação e anestesia.

  • Colonoscopia virtual

A colonoscopia virtual, além de produzir imagens seccionais do intestino, também produz imagens tridimensionais, desse modo, o médico consegue localizar pólipos ou tumores de maneira mais precisa.
Ao contrário da colonoscopia, não se trata de um exame invasivo, mas exige um preparo do intestino com inserção de contraste pela via retal.
Ainda assim, caso seja encontrada qualquer parte suspeita, é necessário usar a colonoscopia para analisar melhor as áreas e retirar os pólipos.

 

Como prevenir o câncer colorretal?

Existem algumas medidas que você pode tomar para evitar o surgimento de câncer colorretal. São eles:

  • Se exercite

A prática regular de atividade física ajuda a regular os movimentos intestinais, o que previne o câncer, além de melhorar o corpo de maneira geral, proporcionando uma melhora significativa da imunidade.

  • Evite o cigarro

O cigarro possui mais de 400 substâncias cancerígenas e seu uso está associado a diversos tipos de câncer. Em consequência do seu uso, está a chance de desenvolver o câncer colorretal.

  • Evite beber

O consumo excessivo de álcool está associado a um maior risco de desenvolvimento de câncer colorretal.

  • Atenção com as carnes processadas

Evite o consumo de carnes que passaram pelo processo de defumação, como o presunto e a mortadela, que foram listadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como cancerígenas.

  • Mantenha uma alimentação saudável

A alimentação saudável, inclui a ingestão de alimentos como frutas, legumes, cereais integrais, leguminosas, grãos e sementes.
Logo, isso garante um padrão de alimentação rico em fibras, além de promover o bom funcionamento do intestino, contribuindo para o controle de peso corporal, que pode ser otimizado com o uso de medicamentos manipulados.

Sem dúvida, hoje você aprendeu um pouco mais sobre o câncer colorretal e como se prevenir dele. É sempre importante ressaltar que em caso de dúvidas ou sintomas, procure um médico!

Acesse nosso site

Fortaleça suas unhas com base manipulada

Você já ouviu falar de base manipulada para unhas?
Todas as pessoas apaixonadas por esmaltes, não abrem mão de uma horinha na manicure, mas infelizmente, a vaidade pode ser prejudicial à saúde das unhas.
De cada dez pessoas, duas sofrem com a síndrome das unhas frágeis. Elas descamam, quebram e até caem por qualquer coisa.
Isso pode acontecer por causa da falta de vitaminas e minerais ou por terem sido lesionadas por procedimentos, hábito de roer unhas, traumas e doenças.
Certamente, o cuidado com as unhas vai muito além da estética, é uma questão de saúde. Afinal, unhas frágeis e quebradiças são sinal de que algo no organismo não está bem.
Segundo a farmacêutica Kelly Brandão, “As principais vitaminas necessárias para organismo, para que aja crescimento e/ou fortalecimento capilar e unhas, são as que compõem o grupo B (Vitamina B1,B2,B5, Biotina), aminoácido (cistina), a queratina também é essencial).
“Essas vitaminas possuem ação fortalecedora que ajuda no crescimento e resistência das unhas, deixando-as belas e saudáveis”, completa a farmacêutica.
Quer saber quais são as principais causas para as unhas ficarem enfraquecidas e dicas de como deixá-las mais fortes?
A seguir, confira as dicas que a equipe do 99fórmulas separou para você:

O que pode deixar a sua unha fraca?

Conforme afirma a farmacêutica Kelly Brandão, esses são os principais motivos para que as unhas fiquem enfraquecidas:

  • Acetona ou removedor e esmaltes em excesso. Ressecam muito as unhas, o que as tornam quebradiças, sem brilho e com manchas brancas na superfície.
  • Alimentação pobre em nutrientes e vitaminas;
  • Produtos químicos como detergentes e produtos de limpeza;
  • Fungos ou bactérias que se instalam nas unhas;
  • Anemias, hipotireoidismo, desnutrição por má absorção de nutrientes também são causas frequentes de unhas fracas ou que descamam.

Como deixar a sua unha forte e resistente?

A princípio, forma mais simples e rápida para solucionar o problema das unhas fracas e quebradiças é utilizando bases e óleos fortalecedores.
A fim de que suas unhas não lasquem e não quebrem com facilidade, é preciso aplicar produtos que sejam eficientes e combatam a fragilidade.

Se você é fã de unhas compridas e cansou de tentar fazer com que elas cresçam, mas desiste porque ficam quebradiças ao longo do tempo, confira algumas dicas que podem melhorar a saúde de suas unhas e facilitar o crescimento:

Não deixe a mão na boca por muito tempo

A saliva contém substâncias que podem amolecer e enfraquecer as unhas. Evite levá-las à boca e nunca mordisque as pontinhas.

Mantenha uma alimentação balanceada

Quanto mais balanceada e equilibrada for a sua alimentação, mais saúde as suas unhas. Por isso, coma com equilíbrio e beba água regularmente.

Cuidado com produtos de limpeza

O contato direto com produtos de limpeza pode enfraquecer as unhas, além de causar a descamação delas. Para evitar que isso aconteça, use luvas de borracha e consulte um dermatologista.

Fique um tempo sem esmalte

O exagero na aplicação do produto pode deixar a unha branca e descamando. Ficar uma semana sem esmalte nas unhas vai contribuir para deixá-las limpas e fazer uma espécie de detox.

Use removedores de esmalte

Como dissemos anteriormente, a acetona nunca é uma boa opção. Ele resseca a região e pode ocasionar a quebra. Escolha sempre removedores enriquecidos com vitaminas e óleos para fortalecer as unhas.

Embora existam bases fortalecedoras que são comercializadas em drogarias e lojas de cosméticos, por vezes, não podem ser utilizadas por pessoas alérgicas.
Mas, você sabia que as bases fortalecedoras também podem ser manipuladas?

Bases Manipuladas

As bases manipuladas foram desenvolvidas com o propósito de fortalecer unhas e cutículas. Existem fórmulas com e sem formol.
Segundo a farmacêutica Kelly, no caso da base que não contém formol em sua fórmula, é composta por óleos essenciais encapsulados, agindo na camada profunda da unha, onde a base para tratamento terá ação efetiva, segura e rápida.

A base fortalecedora de unhas, além de promover o seu fortalecimento e crescimento, remove o amarelado e diminui as manchas esbranquiçadas.
Isso confere a propriedade de ser altamente absorvida, com eficácia na reparação de unhas danificada e com aspecto opaco, esbranquiçado e quebradiço.
Além disso, as unhas enfraquecidas que são tratadas com cosméticos manipulados como esse, têm resultado mais eficaz, pois a base manipulada oferece uma ação personalizada para o organismo da paciente, atuando de dentro para fora e agindo diretamente na causa do problema, ou seja, oferecem resultados efetivos a longo prazo.
Outro benefício da base manipulada é a sua propriedade de hidratar as cutículas, não sendo necessário o corte ou o empurrão das cutículas para dentro, duas práticas condenadas pelos dermatologistas e que podem trazer danos para sua saúde.
A base manipulada também possui eficácia na reparação de unhas danificadas pelo ressecamento, com aspecto opaco, esbranquiçado e quebradiço.
É, portanto, um poderoso fortalecedor e embelezador das unhas.

Em quais casos a base manipulada pode ser usada?

Os principais casos em que se faz necessário o uso da base fortalecedora manipulada são:

  • Tratamento para unhas fracas e quebradiças;
  • Unhas opacas e com Leuconiquia (manchas brancas na superfície das unhas);
  • Hidratação das cutículas;
  • Tratamento de micoses nas unhas.

Como é feita a base fortalecedora sem formol?

Como falamos anteriormente, a base manipulada para fortalecimento de unhas enfraquecidas por ser feita também, sem formol. Confira abaixo a sua composição:

  • Óleos Essenciais de Capim-Limão
  • Melaleuca
  • Óleo de Cravo
  • Esmalte base

Além disso, existem outros componentes que podem ser acrescentados à fórmula, como por exemplo, o MSM (enxofre), que é considerado um importante mineral da beleza.

Como é feita a aplicação da base manipulada?

O ideal é que a base seja aplicada 2 vezes ao dia. A embalagem da base manipulada é a mesma usada para comercialização do esmalte comum.

Portanto, a aplicação é feita com a ajuda de um pincel, sendo necessário aguardar alguns segundos e massageá-las (friccionar), em seguida. Essa base age ainda como hidratante de cutículas.

Outro benefício é que você pode usar a base manipulada sem medo, pois ela não tira o brilho, tampouco irá manchar o seu esmalte.

Importante!

Espere o seu esmalte secar para aplicar a base fortalecedora manipulada.
Se caso a sua pele estiver danificada ou a unha estiver machucada, não aplique a base manipulada!

Existem contraindicações?

No caso da base manipulada sem formol, por ser um produto natural à base de óleos essenciais, não há contraindicações para o seu uso, já que não existem registros em literatura de efeitos adversos associados às vitaminas citadas no início do artigo

Apesar disso, todo cuidado deve ser tomado quando se trata de gestantes. É importante não descuidar da sua saúde, mesmo se tratando de vitaminas.

Em relação à base fortalecedora com formol em sua composição, se você possui hipersensibilidade a algum tipo de substância, consulte um dermatologista para saber qual a melhor composição que trará resultados eficazes.

Onde encontrar a base fortalecedora manipulada?

Se você deseja fazer a sua base fortalecedora manipulada, procure sempre uma farmácia de manipulação confiável.

Fique sempre atento à composição dos produtos que usa, às indicações e, na dúvida ou persistência dos sintomas, sempre consulte um médico dermatologista e fique por dentro das dicas do 99fórmulas!

Florais para combater a Insônia

Certamente, você conhece alguém que sofre com insônia.
Distúrbios do sono estão entre as maiores queixas da sociedade moderna e se você sofre desse mal, saiba que não está sozinho!
A insônia é um problema nacional. Cerca de 69% dos brasileiros avaliam o seu próprio sono como ruim ou insatisfatório, de acordo com um estudo feito pelo IPOM (Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente).
Mas afinal, você sabe a origem da insônia e como tratá-la?
Confira abaixo as dicas do 99fórmulas para combater a insônia e melhorar a sua qualidade de vida:

O que é Insônia?

Antes de tudo, precisamos entender o que é a insônia, de fato.
A insônia é um tipo de distúrbio que prejudica a capacidade de um indivíduo dormir ou, ainda, de permanecer dormindo durante toda a noite.
O maior grupo prejudicado pela insônia é composto por adultos.
Por vezes, as pessoas sofrem com a insônia crônica,  permanecendo por um período de tempo superior ao normal
A insônia se tornou um problema de saúde pública, devido ao grande número de pessoas atingidas e às suas repercussões.

 

Causas

As causas mais comuns de insônia incluem:

  • Estresse: o estresse causado por preocupações relacionadas ao trabalho, estudos, saúde ou família é uma das principais causas da insônia;
  • Ansiedade: a ansiedade causada por conta da rotina, assim como transtornos graves de ansiedade, também atrapalham as noites de sono, além de transtornos pós-traumáticos;
  • Depressão: um paciente com depressão pode tanto dormir em excesso como não conseguir dormir durante a noite toda, simplesmente.
  • Condições médicas: as dores crônicas também prejudicam o sono, como por exemplo: artrite, insuficiência cardíaca, doença pulmonar, refluxo gastresofágico e tireoide;
  • Mudança no ambiente ou horário de trabalho: profissões que exigem viagens constantes podem provocar mudança no ritmo cardíaco do corpo e no chamado “relógio biológico”;
  • Maus hábitos de sono: pessoas que dormem em horários diferentes constantemente, tendem a ter problemas de insônia. dormir em ambientes inapropriados e desconfortáveis também são prejudiciais.

 

Características e Sintomas da insônia

Os principais sintomas de insônia podem incluir:

  • Cansaço ou sonolência diurna;
  • Não se sentir descansado após uma noite de sono;
  • Dificuldade para adormecer à noite;
  • Acordar durante a noite;
  • Acordar muito cedo;
  • Dificuldade para  concentrar-se em tarefas importantes;
  • Aumento do risco de acidentes;
  • Dores localizadas na cabeça;
  • Problemas gastrointestinais.

Uma pessoa com insônia, às vezes, pode levar 30 minutos ou mais para adormecer, assim como pode dormir por apenas seis horas ou menos, a partir de três noites por semana por mais de três meses.

 

Diagnóstico e Exames para a insônia

Entre as especialidades que podem diagnosticar insônia estão:

  • Clínica médica
  • Neurologista
  • Medicina do sono
  • Psiquiatria

Decerto, só aqueles que já sofreu com a insônia pode entender como isso é prejudicial no dia-a-dia.
Mas, não se desespere! Em contrapartida, existem terapias alternativas, que funcionam de forma totalmente natural, tornando possível mudar esse hábito e controlar as emoções.
Portanto, se você está procurando alternativas para se livrar desse problema, pode contar com alternativas como o uso de Florais.

 

O que são Florais?

Florais de Bach, ou simplesmente, Florais, são essências de flores e plantas utilizadas como tratamento complementar contra doenças e desequilíbrios emocionais.
Além disso, eles não têm efeitos colaterais nem contraindicações, podendo ser utilizados por todas as idades, até mesmo crianças.

 

Como funcionam os Florais para a insônia?

Os Florais são extraídos das flores, e são utilizados em terapias alternativas.
Os Florais ajudam a regular o equilíbrio do corpo e não trata o problema em si, mas sim, tudo que o gera.
Logo, o Floral irá focar na mente e nas emoções, logo, proporcionando bem-estar, autoestima, tranquilidade e segurança.
Portanto, se você está procurando alternativas para se livrar desse problema, pode contar com alternativas como o uso de florais.
No tratamento para a insônia, Floral age também energeticamente, contribuindo para a harmonia do corpo e mente durante a noite.

 

Principais tipos Floral para a insônia

Alguns exemplos de florais de Bach para insônia são:

  • Essência floral de White Chestnut: essa essência de Floral é indicada para pessoas que não conseguem desligar o pensamento e consequentemente, ter uma noite tranquila de sono;
  • Red Chestnut: essa essência de Floral é indicada quando o foco em pessoas próximas não lhe deixa descansar;
  • Essência floral de Agrimony: essa essência de Floral é indicada em casos de sofrimentos causados por dores emocionais, ele auxilia no controle desse problema, e consequentemente, proporciona a paz de espírito;
  • Essência floral de Aspen: essa essência de Floral é indicada em situações onde a causa são os pesadelos, pressentimentos ou o medo do escuro;
  • Essência floral de Scleranthus: essa essência de Floral é indicada para pessoas que dormem e acordam frequentemente durante a noite;
  • Essência floral de Impatiens: essa essência de Floral é indicada em casos onde a causa da insônia é gerada por ansiedade, impaciência e tensão;
  • Essência floral de Rock Rose: essa essência de Floral é indicada para aqueles que sofrem com síndrome do pânico, além de pessoas que sentem medo de adormecerem e logo após, passarem mal durante a noite;
  • Essência floral de Walnut: essa essência de Floral é indicada para pessoas que possuem sono leve;
  • Essência floral de Willow: essa essência de Floral é indicada para aquele que possuem dificuldade em filtrar pensamentos, remoendo sentimentos de amargura.

 

Como tomar os Florais?

O uso dos Florais de Bach é feito com 2 gotas da essência diluídas em um copo de água, 2 vezes ao dia.
Segundo a farmacêutica Marina Binner Braga, a fim de obter resultados positivos, o ideal é que o paciente utilize a mesma essência por pelo menos 2 meses.
​Os Florais podem ser encontrados em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação ou pela internet.

 

O tratamento com Florais  é eficaz?

Como dito anteriormente, o Floral trabalhará diretamente todas as emoções negativas, desde ansiedade, preocupações, tristezas, cansaço, entre outras.
Qualquer pessoa pode usar o floral, pois não existem contraindicações, sobretudo, o único ressalvo é que se estiver em tratamento médico. Neste caso, o indicado é procurar um médico.

 

Benefícios do Floral

Surpreendentemente, existem diversos benefícios no uso de Florais com a finalidade de combater a insônia, entre os mais positivos estão:

  • Sono tranquilo;
  • Pensamentos controlados;
  • Relaxamento físico e mental;
  • Equilíbrio das emoções;
  • Energias vibracionais positivas;
  • Melhora na concentração;
  • Harmonia e bem-estar emocional;
  • Ameniza a ansiedade.

Você sabia que dá para encomendar o seu Floral para combater a insônia em uma farmácia de manipulação, sem precisar sair de casa?

Quer saber mais? Clique aqui e faça agora mesmo o seu orçamento!

Dicas de protetor solar manipulado e industrializado

Você usa protetor solar diariamente?
Por diversas vezes, muitos casos de câncer de pele estão associados a exposição inadequada ao sol. Entretanto, ele é fundamental para a saúde e o funcionamento do corpo.
Para evitar problemas futuros causados pela exposição ao sol – principalmente aos raios UVA e UVB – é primordial o uso correto do protetor solar.
Pensando nisso, para te ajudar nessa tarefa diária e essencial, o 99fórmulas conversou com a dermatologista Dra Paula Sukuzi para esclarecer algumas dúvidas.
A seguir, confira informações importantes para tirar proveito de todos os benefícios do sol, sem correr riscos.

 

Protetor solar manipulado ou industrializado?

Antes de tudo, é uma questão de escolha, um não anula a eficácia do outro.
Se você manipular um protetor solar na mesma fórmula de um protetor solar industrializado, logo, ele protegerá a sua pele de igual para igual.
Primeiramente, a escolha do protetor solar, seja ele manipulado ou industrializado está associada ao perfil clínico de cada paciente entre outros fatores, como prazo de validade e preço.
Por esse motivo, é essencial encontrar um dermatologista e uma farmácia de manipulação de confiança.

Personalização

Os protetores solares comprados em farmácias são desenvolvidos em grande quantidade, ou seja, abrangem uma grande fatia de mercado e não apenas para atender necessidades de determinados tipos de pele.
A principal vantagem do protetor solar manipulado em relação ao industrializado é que como o segundo é feito em pequena escala.
Essa versão pode ser mais criteriosa e utilizar ativos e concentrações direcionados para cada paciente.
Dessa maneira, o dermatologista pode prescrever uma fórmula adequada e específica para cada tipo de pele.
Logo, os manipulados conseguem atender com maior precisão às expectativas do paciente.
Além disso, o paciente poderá comprar o protetor solar manipulado na quantidade que desejar e da maneira que mais lhe agradar, por exemplo: oil free – não oleoso, gel ou creme.

Economia

Na manipulação não há sobras. O medicamento é prescrito na quantidade e na dosagem exatas. Por isso, paga-se somente pelo que vai utilizar.
Por esse motivo, os preços dos medicamentos manipulados podem ser até 85% mais baratos que os industrializados
Os filtros solares industrializados, por terem gastos com propagandas, embalagens caras e nomes fantasia, naturalmente, têm um custo maior.
Outra vantagem é que os filtro manipulado permite que sejam acrescentados ativos hidratantes, antiaging, anti-acne em sua fórmula, de acordo com a prescrição do dermatologista.

Como escolher

Escolher o filtro solar específico para sua pele, com características que se encaixem no seu biotipo cutâneo, é ideal, pois cada uma possui uma necessidade e merece os devidos cuidados.
Como dito anteriormente, os manipulados permitem que diversas versões sejam feitas, de acordo com a preferência e adaptação do paciente e seu tipo de pele.
Por exemplo, para uma pele de alguém que é fumante e precisa de mais nutrientes ou um paciente que necessita de cuidados com acne e necessita de mais tensores e menor hidratação, terão fórmulas adequadas para si.
No casos de acne, normalmente oleosa, a melhor opção é um filtro oil free – não oleoso ou gel.
Em casos de pele seca, o indicado é usar um filtro com ativo hidratante.

Ingredientes

É importante ressaltar que o dermatologista deve saber associar ativos e prever a sua compatibilidade, a fim de evitar tensores do chamado efeito cinderela, como tensine e raffermine, que quando ligados ao dermorelaxante argilerine, são ativos que competem entre si na mesma formulação, por exemplo.

 

Prazo de validade

As versões de protetores solares manipulados podem conter um maior leque de princípios ativos em sua formulação.
Normalmente, os manipulados têm uma vida útil curta, pois normalmente, são produzidos com conservantes naturais. A duração dos protetores manipulados é de cerca de um mês.
Já os industrializados, devido ao investimento no desenvolvimento de um produto, utilizam ativos que possam sobreviver no mercado por no mínimo dois ou três anos, esse também é um dos fatores que também encarecem o produto.

 

Número do fator não garante proteção!

Protetores solares manipulados com FPS (Fator de Proteção Solar) altos utilizam três tipos de filtros solares:

  • Químicos: que absorvem a radiação;
  • Físicos: que refletem a radiação;
  • Químicos: que apresentam duplo comportamento, absorvendo e refletindo a radiação.

Quanto maior o FPS, mais tempo é possível ficar ao sol sem danificar a pele.
Mas atenção: usar um protetor solar com FPS 70, por exemplo, não significa que o produto vai proteger mais que o dobro do tempo que um similar ao FPS 30.
Portanto, não se iluda! De nada adianta passar protetor solar e ficar exposto ao sol nos períodos de intensos raios ultravioletas.
O protetor solar deve ser reaplicado a cada 2 horas!
É importante ressaltar que antes de manipular um protetor solar, é necessário descobrir qual o fator de proteção solar ideal para sua cor de pele. Saiba como clicando aqui.

Importante!

Há sempre uma dúvida na hora de adquirir um protetor ou um bloqueador solar, pois surge a pergunta: Eles não são o mesmo produto? A resposta é: não!
O protetor solar contém componentes químicos, protegendo da absorção da radiação ultravioleta, impedindo os danos causados pela radiação na pele;
Já o bloqueador solar, contém substâncias opacas que refletem a luz, impedindo que as radiações atinjam a pele, como, por exemplo, o dióxido de titânio e óxido de zinco.
Por consequência disso, a pele do paciente pode ficar com aparência mais esbranquiçada.

 

E base com protetor solar, protege?

A base se tornou um item indispensável na hora da maquiagem. A pele fica menos oleosa, dependendo do cosmético, e deixa a maquiagem bem mais uniforme.
De modo geral, a base tem efeitos corretores e muitos outros. Dentre eles, estão:

  • Cobre manchas na pele causada por espinhas e outros;
  • Esconde marcas de olheiras ou bolsas;
  • Corrige imperfeições da pele no geral;
  • Unificação da pele;
  • Protege contra a poluição, vento, luz e raios UV;
  • Evita o envelhecimento da pele de forma precoce.

A base com fator de proteção pode ter a mesma eficácia que um produto contra os raios UVA e UVB comuns.
Por isso, se a exposição ao sol for por um longo período de tempo, basta adquirir uma base com fator de proteção acima de 30 e repassa-lo a cada 4 horas diárias.
A base com protetor solar é procurada por quem deseja um resultado mais natural na pele, sem muita artificialidade que pode ser causada pelas bases normais.
Até os homens podem usar base com protetor solar!
Antes de saber qual base comprar, ainda mais se ela vier com fator de proteção, é descobrir o seu tipo de pele para que outros danos não venham à tona.
Consulte um dermatologista ou qualquer especialista em pele para tratar do assunto e comprar a base ideal para você.

Atenção extra na aplicação do protetor solar com cor!

Na hora de aplicar o protetor solar com cor, no entanto, é preciso ter alguns cuidados extras.
Primeiramente, lembre-se que a base com protetor solar não é uma base comum, logo, deve ser aplicado uniformemente em todo o rosto e corpo.
Tome cuidado para não errar na tonalidade e deixar a pele com uma cor diferente em determinadas partes do corpo.

 

Crianças e idosos podem usar protetor solar?

Sim. A partir dos seis meses de idade.
Deve-se usar apenas filtros físicos e um creme hipoalergênico específico para peles sensíveis como a dos bebês.
Todavia, o indicado é que crianças abaixo de dois anos de idade não sejam expostas ao sol da praia.
Em idosos, devido a perda da elasticidade, devem optar por filtros com hidratante prescrito por um dermatologista.

Tomar  sol pode ser prazeroso, mas fique mais atento aos períodos de fortes raios solares e use protetor solar!

Deseja fazer o seu protetor solar manipulado e recebê-lo em casa?

Faça sua cotação agora clicando aqui.

Como saber se a farmácia de manipulação é confiável

Se você conhece alguma farmácia de manipulação, pode até pensar que todas são iguais, ou pelo menos, parecem iguais.

Mas será que os procedimentos e condutas nas farmácias de manipulação são idênticos, já que todas se baseiam em uma mesma legislação?

O setor de manipulação brasileiro vem crescendo consideravelmente a cada ano. Entretanto, muitas pessoas ainda desconfiam da qualidade do remédio manipulado e optam por não os utilizar em tratamentos.

Pensando nisso, a equipe do 99fórmulas separou alguns tópicos importantes para sanar as suas dúvidas sobre o controle de qualidade da ANVISA em farmácias de manipulação.

Mas antes, vamos entender o que é a ANVISA e porque ela foi criada:

O que é a ANVISA?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi criada pelo governo federal para monitorar os procedimentos feitos para produção de medicamentos.

A ANVISA também é responsável por fiscalizar laboratórios que comercializam esse tipo de produto.

Qual é a função da ANVISA?

O principal da ANVISA é oferecer segurança e serviços de saúde de qualidade para os consumidores.

Para isso, ela faz o controle sanitário de produtos, medicamentos, alimentos e cosméticos em locais autorizados previamente a funcionar, de acordo com as suas normas.

Entre suas competências, podemos destacar:

  • Controlar e fiscalizar produtos, tais como medicamentos, alimentos e cosméticos, e serviços que envolvam risco à saúde;
  • Estabelecer normas e padrões sobre limites de produtos contaminantes, tóxicos, desinfetantes, metais pesados e outros que podem causar danos à saúde;
  • Conceder registros a produtos;
  • Proibir a fabricação, distribuição e armazenamento de produtos que possam causar danos à saúde;

Adequação à Legislação

Nos últimos anos, a ANVISA publicou resoluções que tinham como objetivo igualar farmácias em um patamar mínimo.

Em consequência, diversas mudanças aconteceram no processo de empresas que comercializam produtos relacionados à saúde.

Isso gerou um grande esforço financeiro, logístico e de processos para que essas empresas se tornassem devidamente qualificada.

Esse processo inclui também as farmácias de manipulação.

Diferença entre farmácias comuns, farmácias de manipulação e drogarias

Muitas pessoas se confundem ou acreditam que farmácias comuns, farmácias de manipulação e drogarias tratam-se de locais iguais.

Mas não, são comércios distintos, embora possa não parecer.

Para exemplificar, pense quantas vezes você disse “vou à farmácia” ao invés de “vou à drogaria”, quando precisou comprar remédios, independente de serem industrializados ou manipulados.

Confira abaixo do que cada uma se trata:

  • Farmácias comuns: são estabelecimentos de saúde que comercializam e orientam sobre o uso de medicamentos industriais e manipulados.

As farmácias possuem laboratório para preparação de fórmulas prescritas por profissionais capacitados e podem também, comercializar produtos industrializados.

  • Farmácia de Manipulação: são estabelecimentos de saúde onde medicamentos são preparados de acordo com a necessidade do cliente;

Elas atuam de forma individualizada ou personalizada, com base em receita emitida por profissional autorizado.

  • Drogarias: são estabelecimentos de saúde que comercializam e orientam sobre o uso de medicamentos industriais;

Nelas, também são comercializados produtos como cosméticos, suplementos de primeiros-socorros e itens de conveniência.

Agora que você sabe a diferença entre farmácias comuns, farmácias de manipulação e drogarias, vamos descobrir qual a diferença entre medicamentos e remédios.

 

Qual a diferença entre remédio e medicamento?

Diariamente, é comum dizermos que remédio é sinônimo de medicamento. No entanto, essas palavras não significam a mesma coisa.

Descubra a diferença entre eles:

O que é considerado remédio?

Os remédios são utilizados em todo e qualquer tipo de cuidado em curas ou alívio de doenças, sintomas, desconforto e mal-estar.

Os exemplos mais conhecidos de remédios são: banhos quentes ou massagens para aliviar tensões e chás caseiros.

O que é medicamento?

Medicamentos são substâncias produzidas em farmácias (medicamentos manipulados) ou indústrias (medicamentos industriais).

Os medicamentos devem seguir determinações legais de segurança, eficácia e qualidade.

Logo, para um medicamento ser reconhecido como tal, ele deve atender uma série de exigências da ANVISA e Ministério da Saúde.

Essas exigências foram feitas a fim de garantir a segurança dos consumidores.

O que são medicamentos manipulados?

Medicamentos manipulados são aqueles preparados diretamente em Farmácias de Manipulação.

O responsável pela elaboração de manipulados são profissionais farmacêuticos, a partir das fórmulas autorizadas pela ANVISA.

 

Compensa mais comprar em Farmácias de Manipulação?

Algumas das principais vantagens de comprar medicamentos de farmácias de manipulação incluem:

  • Baixo custo: os medicamentos manipulados diminuem desperdícios, já que são feitos de acordo com a necessidade do paciente, de maneira individual;
  • Economia: a manipulação de comprimidos também permite a associação de duas ou mais substâncias;

Isso contribui para que o consumidor use uma menor quantidade de comprimidos ou cápsulas por dia;

  • Qualidade: os medicamentos manipulados não contém conservantes, estabilizantes, açúcares ou, até, lactose, muitas vezes, presentes em fórmulas industrializadas;
  • Confiança: a matéria-prima é adquirida por fornecedores autorizados. Após a manipulação, o medicamento é sujeito a testes;
  • Conforto: os remédios manipulados podem ser produzidos em comprimidos, cápsulas, cremes, géis ou soluções, facilitando o uso do paciente.

Dessa forma, os medicamentos manipulados podem ser mais eficazes por se adaptar melhor ao paciente.

Logo, facilitando o tratamento e recuperação do paciente.

Mas como saber se a farmácia de manipulação é confiável?

Atenção na hora de escolher a farmácia!

Segundo a farmacêutica Marina Binner Braga, existem alguns fatores que devem ser levados em consideração na hora de escolher a farmácia de manipulação para produzir o seu medicamento:

Licenças e autorização para funcionar

O mais importante é verificar se a farmácia de manipulação tem autorização para funcionar.

Para isso, ela deve atender uma série de exigências conforme apresentadas pela ANVISA, saiba quais são essas exigências clicando aqui.

 

Padronização

Toda farmácia de manipulação deve padronizar sua maneira de trabalhar, seja no atendimento ou no laboratório.

Esses procedimentos devem ser escritos e estar disponíveis aos funcionários e autoridades a qualquer momento.

Equipe treinada

Todos os funcionários das farmácias de manipulação devem ser treinamentos, a fim de garantir o atendimento correto para os consumidores.

Presença de um farmacêutico

Os estabelecimentos devem ter, obrigatoriamente, um farmacêutico responsável em tempo integral.

Ele é o profissional habilitado a dar orientação correta sobre o medicamento de cada paciente.

Limpeza e organização

É obrigação em estabelecimentos desse segmento, seguir algumas exigências de limpeza e organização do local.

Os funcionários devem estar com touca, máscara e luvas;

É importante observar a limpeza do local e o estado de conservação da farmácia, ela deve seguir de acordo com a exigências da Vigilância Sanitária.

 

Para te ajudar ainda mais a encontrar uma farmácia de manipulação confiável, o blog 99fórmulas realizou diversas pesquisas para verificar a qualidade e credibilidade desses locais.

Quer saber como? Confira clicando aqui.

E se você mora em São Paulo e ainda não conhece um local para manipular seus medicamentos, nós também te ajudamos com isso! Saiba mais aqui.

Nós, do blog 99fórmulaste, estamos sempre atentos para te manter atualizado com as melhores dicas e novidades para a sua saúde e qualidade de vida; Continue ligado!

Farmácias de Manipulação: normas da ANVISA

As Farmácias de Manipulação consistem em um segmento cuja ascensão não para, já que este ramo conta com produtos de primeira necessidade.

Apesar da crise econômica, medicamentos manipulados ainda são economicamente mais vantajosos para os pacientes do que genéricos e similares.

De acordo com a ANFAMARG (Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais), no Brasil, existem cerca de 7.800 Farmácias de Manipulação.

Entretanto, para uma farmácia de manipulação ou farmácia magistral ter autorização para funcionar, deve atender uma série de exigências conforme apresentadas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A farmacêutica Rejane Brunelli Ribeiro nos ajuda a entender quais são as normas legais para que uma farmácia de manipulação funcione dentro da lei.

Confira abaixo:

Alvará da Vigilância Sanitária para Farmácias de Manipulação

O primeiro passo para abrir uma Farmácia de Manipulação é solicitar o CMVS (Cadastro Municipal de Vigilância em Saúde). Essa é uma das principais permissões para montar esse tipo de estabelecimento.

O CVMS identifica a categoria de atuação da empresa.

De acordo com ANVISA, as farmácias são classificadas em 06 grupos de atividades, estabelecidos no Regulamento Técnico da RDC – 67 de 8 de outubro de 2007, que são:

  • Grupo I – Manipulação de medicamentos a partir de insumos/matérias primas, inclusive de origem vegetal.
  • Grupo II – Manipulação de substâncias de baixo índice terapêutico. Grupo III – Manipulação de antibióticos, hormônios, citostáticos e substâncias sujeitas a controle especial.
  • Grupo IV – Manipulação de produtos estéreis.
  • Grupo V – Manipulação de medicamentos homeopáticos.
  • Grupo VI – Manipulação de doses unitárias e unitarização de dose de medicamentos em serviços de saúde.

A permissão é feita junto à Praça de Atendimento da COVISA (Coordenação de Vigilância Sanitária) da cidade.

Dessa forma, o local será visitado por um fiscal da prefeitura para analisar a estrutura da empresa.

Essa análise é feita para checar se não há riscos tanto para o consumidor quanto para o local.

Se o parecer da visita for positivo, a Farmácia de Manipulação terá autorização para funcionar.

 

Autorização do Corpo de Bombeiros – AVCB

A prefeitura também é responsável por emitir o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). Esse Laudo avalia a segurança dos edifícios em casos de incêndio e permite a circulação de pessoas dentro do local.

 

Autorização de Funcionamento da Empresa – AFE

Também é necessário solicitar a AFE (Autorização de Funcionamento de Empresa) da ANVISA, conforme previsto pela Portaria SVS/MS 344/98.

Essa autorização verifica a eficiência, a segurança e a qualidade dos produtos comercializados.

 

Como solicitar a AFE para a minha Farmácia de Manipulação?

Para solicitar a autorização da ANVISA é necessário:

  • Preencher o Formulário de Petição
  • Entregar cópias da Licença Sanitária
  • Entregar cópias do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica)
  • Entregar cópias do RG e CPF
  • Entregar cópias do Contrato Social
  • Entregar o comprovante original do pagamento da Taxa de Fiscalização Sanitária.

A partir daí, o Órgão fará uma fiscalização no local para comprovar se as suas normas estão sendo atendidas.

O AFE dá permissão de uso apenas para o estabelecimento e não para a empresa.

Dessa forma, se a empresa quiser abrir uma filial no futuro, terá que solicitar uma nova autorização.

Caso a empresa não cumpra essas exigências, comete infração sanitária, está sujeito a pena de advertência, interdição, cancelamento de autorização e de licença e multa.

 

Autorização Especial – AE

A ANVISA também é responsável por liberar a AE (Autorização Especial) para o estabelecimento.

Essa autorização permite que a empresa manipule e comercialize produtos químicos com substâncias que carecem de controle especial e estão sujeitos a controle e fiscalização.

 

A Autorização Especial  para Farmácias de Manipulação é obrigatória em todos os casos?

A AE é obrigatória para farmácias que tiverem atuação em segmentos com produtos contidos no artigo  nº 344/1998, para consultá-los, clique aqui.

Existem substâncias proibidas em Farmácias de Manipulação?

Sim. As substâncias proibidas (proscritas) e as plantas que as originam só podem ser usadas apenas sob autorização da ANVISA, conforme o Anexo I da Portaria SVS/MS nº 344/1998.

Assim como a AFE, o estabelecimento que não tiver a AE também está sujeito a, está sujeito a pena de advertência, interdição, cancelamento de autorização e de licença e multa por infração sanitária.

 

Certificado de Regularidade Técnica – CRT

O Conselho Federal de Farmácia é o Órgão  responsável por conceder o CRT (Certificado de Regularidade Técnica).

Ele existe para garantir que a farmácia de manipulação tenha obrigatoriamente um farmacêutico capacitado no cuidado à saúde e comprometido com o uso coreto dos medicamentos comercializados no local.

Para ser aprovado, o CRT precisa estar de acordo com as BPMF (Boas Práticas de Manipulação em Farmácia).

 

Boas Práticas de Manipulação em Farmácia – BPMF

As BPMF (Boas Práticas de Manipulação em Farmácia) garantem a qualidade e segurança dos medicamentos produzidos nas Farmácias com Manipulação, além de descrever a estrutura física do local, os requisitos sanitários, a manutenção da higienização das instalações, dos equipamentos utilizados, garantindo a qualidade dos serviços prestados no local.

 

É necessário renovar os documentos da Farmácia de Manipulação?

Sim. Os documentos citados acima devem ser renovados anualmente a fim de garantir a qualidade dos produtos comercializados, além das boas condições instalações da Farmácia de Manipulação.

Ao mudar de endereço ou abrir uma segunda unidade, é necessário fazer as devidas alterações junto à Vigilância Sanitária e à ANVISA para que novas autorizações sejam concedidas.

Fique atento!

É importante seguir o processo completo e atender às exigências legais a fim de garantir que o estabelecimento trabalhe dentro da lei.

O não cumprimento dessas exigências faz com que o estabelecimento fique sujeito a ser fechado por inconformidades.

Seguir todo processo para manter a Farmácia de Manipulação nas conformidades da ANVISA e Vigilância Sanitária, sem dúvida, contribui para aumentar a credibilidade e confiança do consumidor.

Confira aqui 10 dicas do 99fórmulas para encontrar as melhores Farmácias de Manipulação.

Além das Farmácias de Manipulação físicas, também é possível fazer o pedido dos seus medicamentos online e recebê-los em casa.

 

FAÇA SUA COTAÇÃO GRATUITAMENTE!

 

Viagra feminino: tire suas dúvidas sobre o medicamento

A vida da mulher do século XXI não é fácil! Se dividir entre o trabalho, estudos, vida pessoal e familiar e ainda se manter firme exige muito de nós e, com isso, muitas consequências ocorrem. Ao final do dia, nem sempre estamos com a libido como gostaríamos e nessas horas um incrível medicamento pode nos auxiliar. Qual? O viagra feminino!

O remédio que se popularizou no final dos anos 90 entre os homens é responsável por aumentar a libido e manter a ereção na hora H. Mas, e nós? Infelizmente, muitos tabus ainda são presentes quando o assunto é a nossa sexualidade. Por isso, o Blog da 99fórmulas, com a ajuda da ginecologista Renata Gimenez, criou um guia completo sobre o estimulante sexual que vem cada vez mais sendo utilizado entre nós.

O que é o viagra feminino?

Segundo a especialista, o viagra feminino é composto por uma substância chamada Flibanserin. Antes, o medicamento foi muito utilizado como antidepressivo, no entanto, a sua utilização contínua mostrou diversos benefícios relacionados ao apetite sexual feminino quando utilizado diariamente por mais de quatro semanas.

“Ele age como agonistas e antagonistas dos receptores de serotonina, aumentando a dopamina e a norepinefrina em partes do cérebro e reduzindo a serotonina”, explica a especialista. Esses hormônios estão diretamente ligados ao amor, à felicidade e ao prazer.

Com o estresse do dia a dia, nem sempre, mesmo com carícias, elogios e uma boa performance masculina na hora da transa, a libido feminina é da forma adequada. O consumo do medicamento, auxilia nessas questões, deixando a mulher mais relaxada e aumentando o desejo.

Quais os efeitos do viagra feminino?

Como falamos, o viagra feminino age diretamente na liberação de hormônios ligados ao amor e ao prazer. Por isso, além de mais disposição sexual, a mulher sente mais desejo e prazer. Por ser classificado como antidepressivo, o Flibanserin também atua nas questões psicológicas e sentimentais, promovendo uma sensação mais agradável no dia a dia e na hora do sexo.

Qual a duração do efeito do viagra feminino?

De acordo com a Dra. Renata, para obter resultado, o Flibanserin, deve ser tomado diariamente na dose de 100mg, antes de deitar, pelos riscos de efeitos colaterais. “Seu uso é contínuo pelo período julgado necessário e com acompanhamento médico periódico”, ainda explica a ginecologista.

Essa é uma das diferenças entre o viagra feminino e o viagra masculino. Logo abaixo, confira outras diferenças entre os estimulantes para ambos os sexos.

Quais as diferenças entre o viagra feminino e o viagra masculino?

Segundo a especialista, o viagra masculino é indicado para os homens que sofrem de disfunção erétil, já para as mulheres, o Flibanserin, possui outra função. “ O viagra feminino tem uma ação central, alterando receptores cerebrais de serotonina, diminuindo serotonina e aumentado dopamina e noraepinefrina. Seu efeito aumentando o desejo feminino é desconhecida, mas a ação é a nível central (cerebral) e não local como no masculino”.

Como sabemos, a famosa pílula azul deve ser tomado uma hora antes da relação sexual e age favorecendo o relaxamento dos músculos lisos dos corpos cavernosos do pênis e a dilatação de artérias que levam sangue até eles, facilitando a entrada de sangue no pênis e consequentemente a ereção. Já o estimulante sexual feminino age na liberação de hormônios e deve ser consumido diariamente.

Quem pode tomar viagra feminino?

A Dra. Renata conta que as pacientes mais indicadas para o indicadas para o consumo do viagra feminino, são mulheres no período da pré menopausa, ou já estão nessa fase. “No período pré menopausa, mulheres com irregularidade menstrual e alterações hormonais, que indiquem o início da falência ovariana, que ocorre nas mulheres brasileiras geralmente próximo aos 45 anos”, conta a especialista.

No entanto, mulheres que ainda não estão nesse período, também podem consumir o medicamento, desde que, o mesmo seja recomendado por um especialista e o tratamento tenha o acompanhamento médico indicado.

Quando tomar o valor feminino?

Como falamos, o viagra feminino não age instantaneamente no corpo, como nós homens e deve ser consumido diariamente. Mas, qual a melhor hora para tomar viagra feminino? A especialista fala que o melhor momento para consumir esse remédio, é antes de dormir, dispensando jejum ou uma alimentação especial.

Mas lembre-se: a ação do Flibanserin só é reconhecida após o consumo diário por mais de quatro semanas. Inclusive, essa posologia é recomendada, pois como todo medicamento, o viagra feminino tem efeitos colaterais.

Quais são os efeitos colaterais do viagra feminino?

De acordo com a especialista, “9s principais efeitos colaterais dessa medicação é a queda de pressão podendo causar síncopes, tontura, sonolência, náuseas e fadiga”. Além disso, o viagra feminino não pode ser usado com álcool com aumento importante de efeitos colaterais, e não deve ser usado com medicações que inibem o CYP3A4, como antidepressivos e fluconazol.

Existem outros estimulantes sexuais femininos?

O corpo humano não é uma máquina! Quando falamos de uma vida sexual, são inúmeros os fatores que podem interferir no desejo, no prazer e na performance. A Dra. Renata explica sobre tudo o que acontece dentro de uma mulher quando o assunto é sexo.

“É importante entender que a falta de desejo sexual em mulheres tem origem multifatorial e que remédios tem eficácia limitada e muitos efeitos colaterais. Doenças como depressão, ansiedade, estresse, ou fatores como fadiga, cansaço, falta de privacidade, ou como a mulher enxerga seu corpo, se está insatisfeita, são causas importantes da falta de libido”.


Uma vida ativa e saudável também influencia nessas questões, fator não  exclusivo feminino. “Os maiores preditores de satisfação sexual em mulheres são, a saúde física e mental, além da qualidade do relacionamento com o parceiro. Portanto os tratamentos mais eficazes englobam melhora da saúde física e psicológica com aconselhamento psicológico, por exemplo, com uma terapeuta especializada em sexualidade para a mulher e para o casal”.

Outros medicamentos, como a bupropiona, androgênios como a testosterona e outros, tem indicações exatas e devem ser orientadas pelo médico, avaliando o caso particular de cada paciente. Mas antes de tomar o viagra feminino, o ideal é ter uma boa conversa com quem está ao seu lado e passar por uma bateria de exames.

Onde encontrar o viagra feminino?

O viagra feminino pode ser encontrado em diversas drogarias ou em farmácias de manipulação, tudo dependerá da indicação do seu ginecologista! Com o tratamento ideal e uma vida mais saudável, nosso corpo mudará e sim, nós podemos mais!

A ginecologista Renata Gimenez é nossa nova parceira no 99Fórmulas. Formada pela Faculdade de Medicina do ABC e em ginecologia e obstetrícia pela mesma instituição. Se especializou em ginecologia endocrinológica e reprodução humana pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Entende tudo sobre o corpo feminino e irá sempre nos ajudar com suas dicas!

faça uma cotação aqui!faça uma cotação aqui!